Duas toneladas de maconha são incineradas em forno da Usiminas

Na manhã desta quarta-feira (5), cerca de duas toneladas de entorpecentes foram incineradas em um dos fornos da Usiminas, em Ipatinga.

A carga de drogas, segundo a Polícia Civil, resulta de apreensões de entorpecentes feitas na regional de Manhuaçu, na Zona da Mata mineira, feitas pelas polícias, Militar, Civil e Rodoviária Federal.

Somente em uma das apreensões, no mês de setembro, foram recolhidos 1.700 quilos de maconha em um caminhão. O restante foi apreensões pontuais em operações policiais, entre janeiro e outubro de 2019, conforme apurou o Diário do Aço.

Conforme nota da PCMG, a incineração é um procedimento rotineiro, feito sob determinação judicial e com acompanhamento pelo Ministério Público, Vigilância Sanitária, e sucedido de um laudo de destruição.

“E o forno da Usiminas oferecia condições para essa incineração, sem risco ambiental”, acrescentou o delegado regional, Carlos Roberto.

O delegado enfatizou que a incineração é uma certeza que o entorpecente não voltará a circular. “A retirada das drogas da rua é para evitar também a série de crimes violentos que cerca o tráfico de entorpecentes, dentre eles os roubos e homicídios”, concluiu em entrevista ao jornal.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Mulambo 06 de fevereiro, 2020 | 23:17
Não,não.porque Deus?Que mundo tu estais a criar?Q cruel...
Unixh 06 de fevereiro, 2020 | 22:13
Kkkkkkk é cada uma...Tecnicamente falando, você respira muito mais "toneladas" que essas incineradas ai, afinal a droga que continua nas ruas (que é muito maior quantidade do que as apreendidas) tu acha que o povo faz o que? Suco? Valha-me Deus....
Mauricio 06 de fevereiro, 2020 | 15:33
Não, Annie. Por isso que a reportagem diz que a Vigilância Sanitária acompanha a incineração. A queima é feita em um ambiente, com uma temperatura tão alta, que não há tempo para liberação de fumaça com o princípio ativo da droga. Tudo isso vira cinza em questão de segundos. Quem trabalha na usina explique mais aí, sobre o forno, por favor.
Annie 06 de fevereiro, 2020 | 15:10
Quer dizer que vamos respirar estas duas toneladas de drogas?????

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO