Alguns problemas de saúde são de tirar o sono

Tiago Novaes *

“Quando você perde o sono, também pode perder outras coisas importantes para sua saúde e para sua qualidade de vida”

É um fato frequente, que milhões de pessoas sofram de insônia e outros distúrbios de sono. Esses problemas geram uma série de inconvenientes entre os quais se destacam a redução da atenção e concentração; o envelhecimento precoce, com surgimento de manchas e rugas; o mau desempenho sexual e afetivo; arritmia cardíaca (batimentos desordenados) e apneia do sono (parada da respiração) e ronco; ganho de peso e risco de obesidade, entre outras inúmeras possibilidades.

Assim quando você perde o sono, também pode perder outras coisas importantes para sua saúde e para sua qualidade de vida. Seu dia pode ser incrivelmente prejudicado por sua noite mal dormida. A Academia Americana de Medicina do Sono e Sociedade de Pesquisa do Sono realizou estudos, pelos quais comprovou que os distúrbios ao dormir são muito mais frequentes do que se imagina e em boa parte das vezes pouco identificados e por consequência tratados inadequadamente. E o pior é que tanto adultos como crianças estão dormindo mais precariamente do que em outras épocas no passado.

Ao longo do tempo, os problemas com sono podem gerar muitas doenças sérias e inclusive crônicas como diabete mellitus, hipertensão, obesidade, doenças cardiovasculares, depressão e até câncer. Além delas, há outras patologias que até apresentam risco de morte.

Pesquisadores descobriram que a redução das horas de sono tanto em adultos como em crianças prejudica o metabolismo e geram problemas glandulares, como por exemplo redução da tolerância à glicose e da sensibilidade à insulina. Além de tudo, eleva as concentrações de cortisol no período da noite, um hormônio que em quantidade maior é prejudicial. Sem falar, que as diversas formas de insônia também aumentam a fome e apetite. Há evidências que a atual epidemia de obesidade no planeta pode ser causada também pela falta de uma boa noite de sono e o problema é maior ainda entre as crianças.

Felizmente, a medicina e a tecnologia trazem novas respostas para reduzir ou sanar distúrbios do sono, que vão desde aparelhos terapêuticos até novos materiais e matérias-primas, que compõem colchões mais avançados. Há também lançamentos de medicamentos que combatem o problema, mas que nem sempre respondem adequadamente para algumas pessoas. Diversas publicações científicas internacionais da área médica determinam que o sono de qualidade é uma prioridade na promoção e na melhoria da saúde pessoal e social.

Na verdade, os novos sistemas científicos para dormir melhor oferecem uma variedade de soluções de conforto e bem-estar aos usuários. Nos benefícios que proporcionam para a pessoa adormecer com qualidade se encontram a ação na fisiologia das células, e o melhoramento da circulação e oxigenação do sangue. Ao proporcionar um sono mais profundo as novas tecnologias aumentam a resistência do organismo, desenvolvem o alívio da dor, promovem as recargas de energia vital e o estímulo às células-tronco. Há outras vantagens também como o reequilíbrio do metabolismo, a melhor regulação da pressão arterial, a ação mais eficiente anti-inflamatória e analgésica, e o auxílio na prevenção do acúmulo de gordura nas veias e artérias.

Na relação de benefícios constam ainda a quebra de macromoléculas da água corporal, o estímulo constante de desintoxicação, a melhor nutrição das células, o aumento da defesa imunológica, a revitalização das células da pele e o relaxamento da musculatura. Com os novos produtos disponíveis, o paciente ou usuário será contemplado com o alívio das tensões e da dor, o estímulo para a formação de massa óssea, a intensificação da circulação sanguínea e melhoria na função pulmonar e respiração, e ainda o favorecimento da transmissão dos impulsos nervosos e estímulo à função cerebral.

Assim sendo, é importante que as pessoas que sofrem cronicamente de distúrbios do sono se informem mais profundamente sobre os adventos que estão surgindo nos últimos tempos para combater a insônia e consequentemente seus efeitos. Não há uma receita única, cada caso merece uma solução própria ou uma combinação delas.

* Distribuidor da Niponflex
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO