TeatroFarroupilha.doc celebra 25 anos

Espetáculo foi apresentado no teatro do Centro Cultural Usiminas, reunindo atores e público no palco

Genniane Vieira/ACS GTF


Claudiane Dias e Didi Peres, em cena com as malas do tempo
Na noite de quarta-feira passada (29), o Centro Cultural Usiminas recebeu a estreia do espetáculo TeatroFarroupilha.doc, que celebra os 25 anos do grupo de mesmo nome.

A montagem em forma de teatro documental mostrou um apanhado dos 25 anos do grupo, incluindo retalhos de momentos históricos do Brasil. Foi uma celebração ao teatro com a presença de grande parte da classe artística do Vale do Aço.

O novo espetáculo do Grupo Farroupilha é uma retrospectiva temporal consagrada à arte representativa. “Resistir é preciso. Valeu a pena dizer sim à arte, dizer sim todos os dias aos palcos, ao nosso respeitável público”, afirma Didi Peres, o ator e integrante do grupo. 

No elenco, os atores Didi Peres e Claudiane Dias. A dramaturgia é de Sinésio Bina, com direção do juiz-forano Marcos Marinho.

Genniane Vieira/ACS GTF


Claudiane Dias e Didi Peres reviveram parte de sua história
“Eu conheci o Farroupilha no fim dos anos 1990, vendo A Princesa Engasgada num festival de teatro em Conselheiro Lafaiete. Logo pensei: quero ficar perto dessa gente! Por isso aceitei o convite para o projeto TeatroFarroupilha.doc”, conta Marcos Marinho. 

Objetos em cena documentaram a trajetória do grupo, como fotos e materiais publicitários num mural. Os artistas dividiram o palco com a plateia, em arquibancadas. Destaque para a iluminação cênica de Mati Lima.

Claudiane Dias, integrante do grupo, pontua os desafios de construir um teatro documentário. “O TeatroFarroupilha.doc é um olhar de dentro da vivência de grupo, fragmentado e repleto de percepções pessoais. Há muita memória envolvida, e nossa memória é falha”, pontua a atriz. 

No público, amigos, alunos, classe artística do Vale do Aço e pessoas que participaram da vida do grupo, em cena ou na plateia. Maíra Souza, atriz, foi aluna do grupo em 2008.

Genniane Vieira/ACS GTF


O público dividiu e comemorou no palco com o Farroupilha
“Minha primeira vivência ultrapassando a sala de aula, foi num festival em Juiz de Fora. Lá, eu me tornei amiga do grupo e hoje me senti honrada em poder celebrar com eles e tantas outras pessoas que fizeram e fazem parte desta história”, arremata.

Além dos já citados, a equipe do espetáculo teve Leila Cunha (produção executiva), Mati Lima (desenho de luz), Luciano Baroska (cenotécnica e contrarregra), Wenderson Godoy (preparação corporal), Wadson Lourenço (preparação vocal), Leander Dugueto (criação gráfica).

E ainda Cida Santos (costureira), Isadora Zeferino (assessoria de imprensa), Adilson Mariano (contabilidade) e Marilda Lyra (produção e comunicação).

O Grupo de Teatro Farroupilha tem patrocínio da Usiminas (Lei Estadual de Incentivo à Cultura) e apoio do Instituto Usiminas
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO