Cantor Tunai morre aos 69 anos, no Rio de Janeiro

Corpo do músico será cremado na segunda-feira

Divulgação


O cantor e compositor José Antonio de Freitas Mucci, o Tunai, irmão do também cantor e compositor João Bosco, morreu neste domingo (26). Segundo uma das filhas dele, Daniela, ele sofreu uma parada cardíaca de madrugada, em sua casa, no Rio de Janeiro. Ele tinha 69 anos.

"Este é um momento pelo qual não esperávamos passar. Com profunda tristeza, familiares comunicam o falecimento do pai, avô, irmão e amigo Tunai. Ele nos deixou na madrugada deste domingo (26) dormindo. Como não estava doente, acreditamos que foi uma parada cardíaca. Sempre ativo, estava tocando novos projetos, como a composição de uma nova música para um poema de Fernando Brant com a obra Guerra e Paz. Engenheiro de (quase) formação e artista por verdadeira vocação, deixa uma obra que faz parte das mais belas páginas da história da MPB. O velório será nesta segunda (27) no Memorial do Carmo, sala 7, a partir das 12h30. A cremação está marcada para as 15h30", publicou a família na internet.

Carreira
Engenheiro civil de formação, o compositor brincava que Elis Regina foi a responsável por ele deixar os canteiros de obras na década de 1970 para seguir a carreira artística.

“Ser gravado por ela [Elis] abriu completamente as portas para mim. Foi uma coisa tão boa que eu nunca deixei de homenagear a Elis que deixou um legado incrível. Morreu cedo, mas viveu mais de 100 anos.”

Em 1977, o irmão João Bosco o apresentou ao poeta Sérgio Natureza, com quem viria mais tarde a produzir boa parte de sua obra e seus maiores sucessos.

Estreou em 1978, quando Fafá de Belém interpretou "Se eu disser", da dupla. No ano seguinte, Elis Regina gravou "As aparências enganam".

Em 1982, Jane Duboc obteve o 3° lugar no Festival MPB Shell, da Rede Globo, com a música "Doce mistério". Em 1984, Gal Costa gravou duas composições da dupla: "Olhos do Coração" e "Eternamente" (com Liliane).

Em 1984 lançou o maior sucesso, "Frisson", no LP "Em Cartaz". O hit foi incluído na trilha da novela "Suave veneno", da TV Globo.

Entre 1985 e 1994, fez vários shows em teatros de todo o Brasil e lançou diversos discos. Tunai teve outros sucessos nas trilhas de várias novelas como: "Sintonia" ("Tititi"), "Sobrou pra mim" ("Fera radical"), e "Meu amor" ("Despedida de solteiro").
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO