Usiminas promove arte e diversão

Parte da programação do Festival de Verão será apresentada gratuitamente em praças de Ipatinga

O Festival de Verão já começou e está mobilizando o público no Vale do Aço, com dezenas de atrações em cartaz no Centro Cultural Usiminas e no Teatro Zélia Olguin.

A partir deste domingo (26) a diversão ganha novos espaços e amplia seu público com o início das apresentações de peças teatrais gratuitas para toda a família em diversos espaços públicos de Ipatinga.

As apresentações têm patrocínio da Usiminas e realização do Instituto Usiminas, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. A programação especial busca estreitar ainda mais os laços entre empresa e comunidade.

Divulgação/ACS Usiminas


A vidente aconselha Côca a vender o próprio marido
“Cultura, arte e diversão são aspectos importantes para a qualidade de vida das pessoas, além de ser uma maneira muito positiva de convidar a comunidade a conhecer e ocupar os espaços públicos da cidade, como praças e parques.

A Usiminas é incentivadora da cultura desde a sua fundação e sempre busca novas maneiras de levar as diversas expressões artísticas para um público cada vez maior.

Esta é uma forma de fortalecer o nosso papel como agente ativo de desenvolvimento social na região”, avalia a diretora Corporativa de Comunicação e Relações Institucionais da Usiminas, Ana Gabriela Dias Cardoso.

A primeira apresentação da série de espetáculos gratuitos será a comédia musical “A mulher que vendeu o marido por R$ 0,99”, do Espaço Cultural Casa Laboratório (MG).

A peça será encenada neste domingo (26), em dois locais: Praça Central do Bairro Bela Vista, às 11h, e Praça do Centro Comercial do Bairro Cariru, às 14h30. No dia 31 de janeiro, uma sexta-feira, será a vez da praça do Bairro Horto receber a peça.

O espetáculo é uma viagem musical ao imaginário popular brasileiro. Vítima de uma velhacaria, Côca, a esposa de Daminhão, vive às voltas com o marido preguiçoso e oportunista.

A história muda de rumo quando ela recebe a visita de uma vidente que lhe revela um segredo. E agora, Côca tem a missão de vender o marido na feira. Será que alguém irá comprar?

Divulgação/ACS Usiminas


Ziriguidum é um musical que se inspira no folclore
O segundo espetáculo da série nas praças será “Ziriguidum”, um musical inspirado no folclore que conta a história de Dona Sebastiana, que sai pelo mundo com uma trupe de artistas e acaba descobrindo a explicação da vida.

A estreia será no dia 2 de fevereiro, às 10h30, na praça do bairro Vila Ipanema. No dia 8 de fevereiro a peça irá para a praça Alexandre Lopes de Oliveira, no Novo Cruzeiro, e no dia 9, domingo, será apresentada no galpão do Parque Ipanema Parque Ipanema.

Além da série de espetáculos nas praças, o Festival de Verão também conta com outras atrações gratuitas, como aulas experimentais de canto, yoga e dança de salão e sessão de cinema.

No caso das apresentações no Centro Cultural e no Zélia Olguin, todas as atrações programadas têm a opção de ingresso solidário, que permite o pagamento de meia-entrada mediante a doação de alimentos não perecíveis. A programação completa está disponível no site www.institousiminas.com.

SERVIÇO:
“A Mulher que Vendeu o Marido por R$ 0,99”
Espaço Cultural Casa Laboratório (MG)
Domingo (26)
11h – Praça Central do Bairro Bela Vista
14h30 – Praça do Centro Comercial do Bairro Cariru
Sexta-feira - 31 de janeiro
18h30 - Praça do Bairro Horto (Em frente à Padaria do Horto)

“Ziriguidum”
DaMa Produções (MG)
Domingo – 2 de fevereiro
10h30 – Praça Bairro Vila Ipanema (Ao lado da Igreja Católica)
Sábado – 8 de fevereiro
19h – Praça Alexandre Lopes de Oliveira, Novo Cruzeiro (Praça do Bolo)
Domingo – 9 de fevereiro
10h – Parque Ipanema (Galpão 1)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO