24 de janeiro, de 2020 | 11:00

Corrida à aposentadoria vem desde a reforma da previdência, diz advogado

A renda da Previdência Social é utilizada para substituir a renda do trabalhador contribuinte quando ele perde a capacidade de trabalho

Arquivo DA
A busca por informações é fundamental antes de entrar com pedido de aposentadoria A busca por informações é fundamental antes de entrar com pedido de aposentadoria

O Dia da Previdência Social é comemorado nesta sexta-feira (24). Essa data celebra uma das conquistas mais relevantes do cidadão brasileiro, que é o direito à Previdência Social. A criação da data homenageia a Lei Eloy Chaves (4.682/1923), criada em 24 de janeiro de 1923, considerada a primeira lei destinada à previdência no Brasil.

A renda da Previdência Social é utilizada para substituir a renda do trabalhador contribuinte quando ele perde a capacidade de trabalho, seja por doença, invalidez, idade avançada e desemprego involuntário, ou mesmo a maternidade e a reclusão. Para estar apto a receber este seguro, o cidadão deve contribuir mensalmente com a previdência social, por um determinado período.

Cautela

Em entrevista ao Diário do Aço, o advogado especialista em previdência, Rodrigo Alves Gandra, que atua em Ipatinga, ressaltou que o pedido de aposentadoria é um dos momentos mais importantes da vida, por isso, requer muita cautela ao ser realizado. “A primeira coisa que precisa ser feita é buscar ajuda de um profissional para analisar toda situação previdenciária e para organizar toda a documentação necessária. Outra questão importante é avaliar, no momento do pedido, se a renda mensal da aposentadoria será relevante, porque, às vezes, o contribuinte pode não ter um rendimento vantajoso, que ele teria se esperasse alguns meses ou anos a mais”, afirmou.

Casos de arrependimento

O advogado também relevou que os casos de contribuintes que se arrependeram após se aposentar são bastante corriqueiros. “Todo mês lidamos com isso. Em alguns casos, devido à ausência de informação, o segurado faz o requerimento da aposentadoria e quando recebe a renda, percebe que não era o valor que esperava. E a possibilidade de rever o benefício só é maior nos casos em que o contribuinte não recebeu o valor, caso já tenha recebido, fica muito difícil reverter o pedido. Por isso é muito importante avaliar com calma antes de tomar uma decisão de se aposentar”, afirmou.

Reforma da previdência

Conforme o advogado Rodrigo, houve um aumento considerável na procura por informações e pedidos de aposentadoria com a reforma da Previdência. “Após a tramitação da matéria, que foi quando as pessoas perceberam que a reforma realmente iria ocorrer, posso dizer que aumentou em 100% a procura por informação. Já em relação aos pedidos por aposentadoria, tivemos um aumento de 50%. Ou seja, o objetivo dessas pessoas era se aposentar nas condições anteriores da reforma, com medo das mudanças na previdência”, pontuou.

Militares no INSS

No dia 14 deste mês, o governo federal anunciou um conjunto de medidas para reduzir o estoque e acelerar o acesso a benefícios concedidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Atualmente, são 1,3 milhão de pessoas que aguardam análise dos seus pedidos há mais de 45 dias.

Fazem parte das medidas anunciadas a seleção de sete mil militares da reserva, restrição às cessões de servidores do INSS a outros órgãos, simplificação e redução da burocracia no atendimento aos segurados e uma perícia preferencial nos servidores afastados do Instituto. (Repórter - Tiago Araújo)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário