Justiça libera Bruno para morar e jogar no Mato Grosso

O Operário estreia no Campeonato Estadual nesta terça-feira, às 20h, diante do Poconé

Marcelo Albert/TJMG


Goleiro condenado por assassinato foi contratado pelo Operário

Condenado a 22 anos e três meses de prisão pelo assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samudio e também pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, Bruno Fernandes foi contratado pelo Operário Várzea-grandense-MT. Bruno atualmente cumpre a pena em regime semiaberto, em Varginha, e foi liberado pela Justiça de Minas Gerais para se mudar para o Mato Grosso e trabalhar no novo clube.

Em razão da contratação do goleiro, condenado por um crime bárbaro contra sua então ex-namorada, o Conselho da Mulher do Estado do Mato Grosso emitiu uma nota de repúdio.

“Somos contra porque o futebol tem uma função social, que ultrapassa a questão esportiva. Alcança as famílias e as crianças. Não somos contra a ressocialização, mas o esporte cria ídolos e as crianças aprendem valores com essa super exposição que o esporte proporciona. O que mais lutamos é contra o crime que ele cometeu”, declarou Gláucia Amaral, presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso.

O Operário estreia no Campeonato Estadual nesta terça-feira, às 20h, diante do Poconé. Bruno deve ser apresentado depois da partida.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Bolsonaro 20 de Janeiro, 2020 | 22:43
VAGABUNDO ERA PRA FICAR ENCARCERADO ENQUANTO NÃO APARECER O CORPO.
JUSTIÇA BOAZINHA ESSA VISSE?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO