Mototaxista tem moto roubada em Timóteo

Vítima foi acionada para transportar um passageiro até o bairro Santa Rita, no distrito de Cachoeira do Vale

Divulgação


Ladrões levaram a moto Yamaha XTZ 150 Crosser de cor azul, placa QQR-4867

Um mototaxista de 36 anos teve a sua motocicleta roubada durante uma corrida de Coronel Fabriciano para Timóteo. A vítima alegou que no local do destino da viagem foi atacada por outra pessoa. C.A.B. foi agredido com socos e chutes pelos ladrões que levaram a moto Yamaha XTZ 150 Crosser de cor azul, placa QQR-4867.

O condutor relatou que, na noite de domingo (19), chegou um jovem moreno, magro no ponto onde trabalha, na avenida Magalhães Pinto, no Centro de Coronel Fabriciano. O suposto passageiro solicitou a corrida até o bairro Santa Rita, no Distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo. O mototaxista não desconfiou de nada e saiu com o cliente.

Assim que eles passaram pela ponte, já na avenida Emalto, em Timóteo, o passageiro encostou uma arma de fogo na cintura do mototaxista e determinando que seguisse a viagem. Ao aproximar do bairro Santa Rita, o marginal mandou que a vítima entrasse em uma estrada de cascalho.

No local, escuro e afastado, surgiu o segundo criminoso moreno claro, cabelos lisos e determinou que o mototaxista saísse do veículo. Eles queriam a chave da moto, mas mesmo com a vítima indicando que estava na ignição, os marginais agrediram covardemente com socos e chutes o homem.

Os autores só pararam quando viram a chave e fugiram na motocicleta. O mototaxista estava sem o celular, aparelho que ficou no ponto recarregando. Assim que conseguiu transporte, a vítima foi até a sede da 85ª Companhia PM, no bairro Primavera, onde informou sobre o ocorrido. Até o momento, a moto não havia sido localizada pela PM.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO