Localizados dois suspeitos de atentado no bairro Esperança, em Ipatinga

Mototaxistas foram presos e confessaram para a Polícia Militar participação na tentativa de homicídio

Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


Os policiais no local do atentado ocorrido no início da tarde da última quinta-feira

As informações anônimas repassadas via Disque Denúncia Unificado (DDU) levaram policiais militares a prender dois suspeitos de participação no atentado ocorrido contra Pedro Henrique Ruela, de 25 anos.

Os mototaxistas foram detidos no fim da tarde desta sexta-feira (17). O crime aconteceu no início da tarde da última quinta-feira (16) na rua Mal Me Quer, no bairro Esperança, em Ipatinga.

As equipes da Polícia Militar realizaram buscas para identificar e prender os autores do atentado contra Pedro, que escapou de ser baleado ao sair correndo. O primeiro a ser localizado foi L.S.R.S., de 21 anos, na rua Baltimore, no bairro Bethânia. O jovem ao ser encontrado em casa e informado do teor da denúncia confessou a participação no crime.

Ele alegou que apenas transportou o atirador na motocicleta, A.F.B.S., de 19 anos. O segundo envolvido mora na avenida José Barcelos, no Bethânia, onde apareceu depois de algum tempo que a PM estava na casa dele. A. negou inicialmente a autoria do crime, mas depois de um tempo confessou ser o autor dos tiros contra Pedro Henrique.

L. alegou que foi chamado por A. para “resolver uma diferença” e ainda mostrou um revólver. Os dois saíram do ponto de mototáxi e foram até as proximidades de um supermercado, entre o Bom Jardim e Esperança. A. passou para a garupa da moto e a direção do veículo foi assumida pelo colega.

Caçada atrás da vítima
A dupla saiu à caça de Pedro pelas ruas do bairro Esperança até a localização do jovem. Eles foram até a vítima, que se encontrava com a namorada, e A.F. disparou pelo menos cinco vezes a arma de fogo contra o alvo, sem acertá-lo. Em seguida, os envolvidos retornaram onde deixaram a primeira moto e depois cada um fugir para direções diferentes. L. não soube informar aos policiais os motivos que levaram ao atentado.

De acordo com a PM, A. já possui passagens por posse de munição e denúncias que ele teria armas de fogo. L. não tem nenhum registro policial em seu nome. As duas confissões foram gravadas com celulares, além da apreensão da moto usada no crime, mas a motivação não foi devidamente esclarecida e nem a arma usada localizada. Os dois presos foram encaminhados para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Ipatinga.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Gilberto dos Reis Vidal 18 de Janeiro, 2020 | 21:23
NAO PODE TRABALHAR PORQUE E MENOR DE IDADE , ESTUDAR , FRENGUENTAR SALA DE AULA NAO QUER , ROUBAR , BATER CARTEIRA , ISTO PODE. MUDA BRASIL .

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO