Dupla corre para o mato e escapa da morte por tiros no bairro Limoeiro

Reprodução


Crime foi praticado nas proximidades do cruzamento das ruas Nossa Senhora Aparecida e Pêssegos, no Limoeiro

Dois homens são procurados pela Polícia Militar, sob suspeita de serem autor e coautor de um atentado a tiros, no bairro Limoeiro, em Ipatinga. O crime foi registrado por volta de meia noite de quarta-feira (15), na rua Pitangas.

Populares acionaram a Polícia Militar, via telefone 190, com a informação segundo a qual nas proximidades do cruzamento das ruas Nossa Senhora Aparecida e Pêssegos houve uma tentativa de homicídio, em que um homem havia efetuado disparos de arma de fogo em direção a outros dois homens, que passavam pelo local.

No local dos fatos, policiais identificaram as vítimas como Wesley Alves de Jesus, de 20 anos e Pedro Henrique Silva Pinho, de 20.

Eles informaram que passavam a pé pelo local, quando no fim da rua Pêssegos, um indivíduo saiu do meio de um pasto já com uma arma de fogo na mão e começou a efetuar os tiros em sua direção.

As vítimas correram para um matagal, numa tentativa de escapar da morte. O atirador desistiu e também saiu correndo para outro lado.

Com isso, Wesley teve um ferimento leve, possivelmente provocado por um dos tiros, no lado esquerdo do tórax e Pedro Henrique teve um ferimento no dorso da mão direita. A própria vítima acredita que a lesão foi resultado de uma queda no meio do mato, quando fugia dos tiros. Os dois foram atendidos por uma equipe do SAMU.

Nenhuma das vítimas soube informar aos policiais quem era o atirador. Entretanto, familiares deram outra informação, afirmando que E.A.L., de 22 anos, foi quem atirou e que logo depois dos disparos embarcou em um carro, de cor prata, conduzido por W.S.L, de 35.

A versão de familiares foi confirmada por outras testemunhas, em contato anônimo com a Polícia Militar. A motivação do atentado não foi esclarecida, mas também está em apuração.

Nenhum dos dois suspeitos foi localizado pelas equipes da PM nos locais onde moram ou costumam frequentar e seguem como suspeitos de envolvimento no atendado. Um dos procurados figura como suspeito de envolvimento em outras ações delituosas na regional do bairro Limoeiro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cidadão 19 de Janeiro, 2020 | 15:04
Por isso sou a favor de uma limpa nesse país, com o exército comandando, rdish. Ao invés de esperar os bandidos nos matarem, que morram antes. Sujeito com mais de 3 passagens pela polícia, tiro na nuca e cova rasa. Essa gente com várias passagens por aí, dar fim em todos. Quero ver sobrar bandido assim. E ainda prefiro as armas liberadas para a população do que do jeito que está. O desarmamento contra a população, que a esquerda fez, só trouxe desgraça pra esse país.
Rdish 17 de Janeiro, 2020 | 09:54
João Inocêncio, seu sobrenome diz tudo...
Esses bandidos lidam com a morte o tempo todo. Eles SE MATAM, se eliminam entre si, vivem em guerra. Repare como é raro ver bandidos acima dos 35, 40 anos, todos morrem cedo, mortos por seus próprios rivais na maioria das vezes. Você acha MESMO que bandido terá medo de cidadão armado, sem o treinamento que os policiais têm, sem costume em usar uma arma, sem o costume de matar alguém?
Uma liberação geral nas armas não fará a bandidagem diminuir, cidadão armado não faz bandido ter medo. Ao contrário, eles se tornarão mais violentos, pois qualquer movimento em falso poderá parecer uma reação armada, e irão matar em mais quantidade. Além do mais, bandido gosta de saber que há gente armada em uma casa, para roubar a arma do cidadão. Muito mais barato e fácil conseguir arma assim do que no mercado negro.
Até acho que deviam liberar as armas mesmo, só pra que os que defendem isso percebam que ter uma arma em casa traz mais problemas do que soluções. Só assim pra entenderem o engodo que é o armamento civil.
João Inocencio 17 de Janeiro, 2020 | 05:54
Ia ser muito melhor se fosse liberado.
Hoje a arma está só na mao de BANDIDO.
Infelizmente a polícia sozinha não elimina a bandidagem, o povo unido, inclusive com arma sim.
Queria ver se ia ter valentão assaltando, invadindo casa e terreno dos outros, ou mesmo tentando matar, sabendo que poderia haver uma reação fatal.
Sabonete 16 de Janeiro, 2020 | 15:18
É TIRO POR TODOS OS LADOS.....ISSO PORQUE TEVE A CAMPANHA DO DESARMAMENTO!!....IMAGINE SE ARMAS DE FOGO FOSSE LIBERADO PRA GERAL...!!...E TEM GENTE QUE APOIA ESSA IDEIA...

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO