Pedra Branca e Bucaina poderão ter nova opção para abastecimento de água

Divulgação


Governo municipal discute com companhia de saneamento alternativa para atender população

Com apoio do corpo técnico das secretarias municipais de Obras Públicas (Semop) e Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, se reuniu com representantes da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), no início da semana, em seu gabinete. O encontro teve como objetivo discutir um projeto alternativo para fornecimento de água potável a moradores das regiões de Pedra Branca e Bucaina, que há anos sofrem com a falta do líquido nas torneiras. Mais de 400 famílias que enfrentam o problema poderão, se preferirem, optar pelo serviço.

“Com essas alterações climáticas e ambientais dos dias de hoje, que muitas vezes afetam os cursos hídricos, nós sabemos que a falta d’água é algo constante naquela região, a ponto de ter semana que a prefeitura precisa levar até quatro caminhões-pipa para abastecer os moradores. Para contornar esta situação aflitiva, estamos discutindo junto à Copasa uma obra de grande porte. Seria a captação de água de uma adutora na avenida José Anatólio Barbosa, no Limoeiro, passando pelo Barra Alegre, desviando pela Bucaina até o Pedra Branca”, detalhou o prefeito.

“Não se trata, de modo algum, de uma imposição. Estamos falando de algo alternativo. É facultado àquele morador que deseje receber água tratada em sua residência. O importante é que, com a medida, nós podemos atender até 500 famílias”, adiantou Nardyello.

Uma nova reunião com os representantes da Copasa está marcada para o próximo dia 21. Na ocasião, serão discutidas as melhores formas de executar as obras na localidade, que também receberá intervenções do programa “Nova Ipatinga”.

“Na verdade, toda aquela região será contemplada por obras do ‘Nova Ipatinga’. Vamos sair com o recapeamento do asfalto desde a avenida José Anatólio Barbosa, chegando até o Barra Alegre até a rua Bananal e percorrendo toda a avenida principal do bairro. E nós não podemos fazer uma obra deste porte e logo na sequência abrir a rua para passar a tubulação. Seria desperdiçar recursos públicos. Estamos trabalhando de forma responsável, de modo a realmente proporcionar bem-estar à população”, finalizou o prefeito.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO