Ipatinga amplia volume de compras de produtos da agricultura familiar

Agricultores familiares interessados em vender para o município devem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdetur), que fica no segundo andar da prefeitura

Divulgação


Governo vai investir quase R$ 2,5 milhões na compra de produtos para atender a merenda escolar

A administração de Ipatinga informa que está ampliando a política de compra de alimentos, provenientes da agricultura familiar, para atender as necessidades da merenda escolar na rede de ensino local. O objetivo é que o município consiga, somente neste ano, investir quase R$ 2,5 milhões no setor.

“Temos uma obrigação constitucional de comprar um valor de pouco mais de R$ 1 milhão da agricultura familiar, sendo ou não de Ipatinga. Entretanto, vamos buscar trabalhar em duas frentes, a primeira com o foco em produtores da cidade, ou seja, fazer que esses recursos não saiam do município; em segundo lugar, vamos tentar ampliar o investimento desse tipo de compra, podendo chegar até em quase R$ 2,5 milhões”, adiantou o secretário de Governo do município, Carlos Lima.

Para a representante da Associação de Produtores da Agricultura Familiar de Ipatinga (Agrifipa), Jane Zacarias, a notícia chega em boa hora. “Nós estamos felizes e esperamos que isso represente mais geração de empregos na zona rural. Estamos vendo um movimento positivo neste sentido”, avaliou.

Agricultores familiares interessados em vender para o município devem procurar a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdetur), que fica no segundo andar da prefeitura. Contatos também podem ser mantidos pelo telefone (31) 3829-8066.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO