Espetáculos teatrais abrem Festival de Verão

Destaque para “O Menino e a Cerejeira”, baseado na obra de Daisaku Ikeda

O Festival de Verão começa esta semana, com atrações de teatro para todos os gostos e idades e mais de 30 atrações até o dia 16 de fevereiro.

Além disso, nesta edição o festival oferece o Ingresso Solidário - meia-entrada para todos, mediante doação de 1 quilo de alimento não perecível, e a arrecadação será destinada a entidades assistenciais do Vale do Aço.

No sábado (18), às 17h, no teatro Zélia Olguin, os paulistas da Borbolina Companhia vão mostrar “Dois idiotas sentados cada qual no seu barril”, baseado na obra de Ruth Rocha.

Divulgação/ACS CCU


O menino e a cerejeira serão a atração de domingo (19), às 17h
Os atores contam com humor a história de Teimosinho e Mandão, palhaços combatentes de guerra que atuam em exércitos distintos, cada um com um barril cheio de pólvora que acendem uma vela e colocam em risco toda vida ao redor, incluindo a deles.

O monólogo “O Subnormal” será mostrado também no sábado, no Zélia Olguin, mas às 20h, abordando a trajetória do ator Cleber Tolini, que, aos 24 anos, teve o nervo ótico afetado após uma neurocirurgia, ficando com 20% de visão ou Visão Subnormal (ou Baixa Visão).

No Brasil, a cada cinco pessoas com deficiência visual, quatro tem Baixa Visão. O espetáculo inclui material documental original de outras pessoas em condição similar.

O teatro do Centro Cultural Usiminas vai receber no sábado (18), às 20h, um sucesso de público, a peça “Santinhas do Pau Oco – Uma Santa Comédia”, que conta a história de jovens freirinhas que, enclausuradas num convento, vivem sob as rígidas regras da madre superiora e tentam realizar, cada qual a seu modo, seus objetivos pessoais de alegria.

No domingo (19), às 17h, sobre ao palco do teatro do Centro Cultural Usiminas a montagem “O Menino e a Cerejeira” (Borbolina Companhia), que tem como base a obra do escritor pacifista japonês Daisaku Ikeda.

O) enredo relata a história de sobrevivência de uma árvore cerejeira, a partir de um enredo onde amizade, determinação e coragem unem o garoto Taiti e sua dura realidade após a devastação provocada pela guerra. Mensagens de paz, esperança e humanismo inspiram crianças, jovens e adultos.

SERVIÇO:
- Sábado (18) – 17h
Teatro Zélia Olguin
Dois idiotas sentados cada qual no seu barril
Ingresso: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

- Sábado (18) – 20h
Teatro Zélia Olguin
O subnormal - Uma história de baixa visão
Ingresso: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

-Sábado (18) – 20h
Teatro do Centro Cultural Usiminas
Santinhas Do Pau Oco - Uma Santa Comédia
Ingressos: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia) | R$ 15 (ingresso solidário)

- Domingo (19) – 17h
Teatro do Centro Cultural Usiminas
O menino e a cerejeira
Ingressos: R$ 40 (inteira) | R$ 20 (meia) | R$ 20 (ingresso solidário)

Mais informações: (31) 3822-3031.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO