Obras do ''Nova Ipatinga'' chegam ao Vila Celeste

Os recursos para execução das obras do programa ''Nova Ipatinga'', no total de R$ 73 milhões, são provenientes do Finisa - Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneament

Divulgação


Ladeado por moradores, vereadores da base de governo e várias outras lideranças, o prefeito assinou a ordem de serviço nesta segunda-feira

Na manhã desta segunda-feira (13), o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha, assinou a ordem de serviço para o recapeamento de mais um pacote de vias na área urbana do município. As obras são parte do programa “Nova Ipatinga”, e o primeiro trecho a ser atendido é a avenida Luiza Nascimbene, no bairro Vila Celeste, a partir da confluência com a avenida Forquilha, próximo à entrada para o Vale do Sol.

“Sou morador da Vila Celeste há mais de 40 anos. Faz muito tempo que não recebemos notícias de tantas obras como agora. Ficamos felizes de ver que o prefeito está realmente cuidando da cidade e principalmente da nossa região”, comentou Airton Dias, presidente do tradicional Esporte Clube Vila Celeste.

“Estamos atendendo demandas antigas da população, e vamos seguir fazendo intervenções em toda a cidade, a exemplo de algumas já realizadas e em andamento como o recapeamento da avenida José Barcelos, na Vila Militar; as calçadas compartilhadas do Bethânia e entre o Veneza II e o Caravelas; o corredor de trânsito que dá acesso ao Hospital Márcio Cunha e vias próximas do bairro Cariru”, salientou o prefeito.

Para o presidente da Associação de Moradores da Vila Celeste (Amovic), José Martins, as ações são positivas para todos. “Os moradores estão bastante felizes, pois o novo asfalto acaba com o risco de ter um pneu furado por conta dos buracos, que proliferam por toda a parte especialmente após os períodos chuvosos. Junto aos comerciantes, a repercussão também é muito boa. Isto mostra que o bairro está sendo levado a sério pela prefeitura”, comentou.

Investimento
Os recursos para execução das obras do programa “Nova Ipatinga”, no total de R$ 73 milhões, são provenientes do Finisa - Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento. Foram captados pela atual gestão do município em condições especiais, junto à Caixa Econômica Federal.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Hans Muller 14 de janeiro, 2020 | 10:22
Bom dia Soares,

Concordo com você em genero,numero e grau. Não faz mais que a obrigação. O problema e que nos últimos 17 anos nenhum dos prefeitos não fizeram nada. Nada mesmo. Se voce lembrar alguma coisa pode citar. Nenhum os servidores eles pagaram. E olha que vinha dinheiro dos governos acima do municipio. Nosso prefeito atual pelo menos esta mostrando vontade politica. Um abraço e fica aqui meus respeitos.
Soares 14 de janeiro, 2020 | 09:26
não esta fazendo mais fo que sua obrigação afinal se candidatou foi eleito e receber para atender a comunidade e amesma coisa vc fala que o bombeiro e herói porque salvou o gatinho que estava preso na árvore. ele também recebi pata isto. herói e o povo brasileiro q tem q levantar todos os dias para ganha o pão de cada dia em um país onde os gorvernantes aprovam leis dificultando a vida do povo.
Hans Muller 14 de janeiro, 2020 | 08:51
Sobre a praça do morro do batalhão ou rua gaivotas ela foi desmontado porque estava causando acidentes em crianças e idosos. Isso eu sei porque moro em frente. Engraçado que quando era os últimos 2 prefeitos ninguém manifestava nada. Será porque?
Hanz Muler 14 de janeiro, 2020 | 08:50
Nem DEUS agradou todo mundo. è uma pena as pessoas não terem capacidade de aceitar o que o prefeito vem fazendo. Já com meus 53 anos aprendi que tem pessoas que levam bandeira politica como se fosse time de futebol. Pelo menos para quem é bem informado sabe que o governo do estado a dois anos não manda dinheiro para os municipios. Resumindo. Bom mesmo é a Cécilia e o Quintão que nem pagar os servidores principalmente os aposentados pagavam. O prefeito pode fazer tudo mas os que são do contra sempre serão. O pior cego é aquele que não quer ver. Triste.
Maria 14 de janeiro, 2020 | 08:44
a praça da rua gaivotas foi "destruída" em novembro, e até agora nada....
Palhaço 14 de janeiro, 2020 | 08:25
Sendo ano de eleição ou não, o cara ta fazendo muito mais do que quem ficou la por 4 anos. Vamos ser justos ne, em 1 ano e meio o cara ja fez muita coisa.
éder Geraldo Alves 14 de janeiro, 2020 | 08:06
Olhar acho brasi também que está e muito antiga da da cidade..
Toni 14 de janeiro, 2020 | 08:05
O muito discaso com o nisso dinheiro. Pintou as ruas e avenidas tem pouco tempo . Agora vem recapear. Depois pintar de novo. E um absurdo está administração
Cintia da Costa Ferreira 14 de janeiro, 2020 | 07:13
Agora está chegando a eleição começa a fazer obra paciência acorda IPATINGA...
Adilson Afonso Lima 14 de janeiro, 2020 | 06:08
Espero que ele venha é na rua Aracaju, próximo ao número 398, bairro J.Panorama, ver a situação da rua que está pela metade e quase caindo o resto. Quase dentro do centro da cidade e nada é feito, isso é um absurdo! Espero por vc meu caro prefeito, vamos fazer o que é preciso pra melhorar o direito de ir e vir do cidadão Ipatingense? As eleições estão chegando!
Lidiane Barbosa 14 de janeiro, 2020 | 04:03
Alguém me tira uma dúvida? Esse ano tem eleição???
Luana Leite da Costa Roberto 14 de janeiro, 2020 | 01:37
GRANDE COISA, ESTAO INVESTINDO EM COISAS BARATA, PORQUE NAO VEM CONSTRUIR A RUA AQUI NA RUA ANIZ NO BECO DE TERRA, A UNICA RUA AQUI DO Esperança QUE FALTA SER AFASLTADA
Naty e Ley 14 de janeiro, 2020 | 01:17
Prefeito tinha que olha a avenida Felipe Do Santos, sentido Limoeiro. Oh avenida ruim
Anonimo 13 de janeiro, 2020 | 22:21
Uma pena não terem coberto a prisão do Presidente da Camara Municipal de Bugre ontem (13/01/20), na Delegacia Regional de Ipatinga

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO