Administração de Timóteo aguarda projeto elétrico do Dnit para ponte velha

A nota também acrescentou que a inauguração está confirmada para o dia 20, às 14h, no mesmo dia do aniversário de Coronel Fabriciano

Fernando Silva


As etapas da reforma da ponte velha foram compreendidas em infra, meso e superestrutura

Prevista para ser liberada no dia 20 deste mês, a ponte velha, que liga os municípios de Timóteo e Coronel Fabriciano, está com sua reforma quase pronta. Após a finalização das obras, por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), ficará faltando apenas a iluminação da ponte, que é de responsabilidade das administrações de Coronel Fabriciano e Timóteo.

Por meio de nota, o governo de Coronel Fabriciano informou ao Diário do Aço que “do lado fabricianense as vias de acesso à ponte – avenida Tancredo Neves e rua Alberto Scharlet – já contam com iluminação de LED”.

A nota também acrescentou que a inauguração está confirmada para o dia 20, às 14h, no mesmo dia do aniversário de Coronel Fabriciano. “O horário pode sofrer alterações”, aponta a nota.

Projeto elétrico
Já a administração de Timóteo afirmou, também por meio de nota, que a Secretaria Municipal de Obras aguarda a entrega por parte do Dnit do projeto elétrico para a iluminação da antiga ponte sobre o rio Piracicaba. “A partir do recebimento desse projeto elétrico, o município irá estudar a possibilidade de realizar os serviços antes da inauguração da reforma da antiga ponte, programada para o dia 20 de janeiro”.

Liberação
O anúncio da liberação da ponte velha ocorreu após o superintendente do Dnit, Sergio Garcia, e o deputado estadual Celinho do Sinttrocel (PCdoB) visitarem as obras da ponte velha, na quinta-feira (9). O superintendente fiscalizou a situação das obras e concluiu que seria possível liberar o trânsito na ponte até o dia 20 deste mês. A ponte está interditada completamente desde janeiro de 2019, para sua reforma.

No dia 8 deste mês, o Dnit informou ao Diário do Aço que a reforma da ponte incluiu reforço estrutural da fundação, pilares e vigas e modificação na geometria da ponte com inclusão de passeio na lateral direita. O Dnit também ressaltou no dia 8 que a parte estrutural da ponte já foi executada e que se encontrava na parte de acabamento (pavimentação, sinalização e acabamento de obras complementares) e recuperação ambiental.

Entenda
No dia 15 de agosto de 2019, o Diário do Aço divulgou que os serviços que envolvem a infraestrutura da ponte já haviam sido concluídos. E que, no projeto da obra, a ponte poderá receber caminhões e carretas de qualquer porte. As etapas da reforma foram compreendidas em infra, meso e superestrutura.

A empresa responsável pelos serviços na ponte velha é a Vereda Engenheira Ltda. A construção de alças de acesso da ponte para o contorno rodoviário da BR-381 não foi contemplada na licitação. Para construir os acessos, será necessário um novo processo licitatório. O valor da obra é de R$ 9,8 milhões, segundo informado pelo superintendente regional do Dnit, Fabiano Cunha, no dia da assinatura da ordem de serviços, que ocorreu em 26 de novembro de 2018. A previsão de durabilidade da obra é de 30 a 40 anos.

No dia 10 de janeiro de 2019, a ponte foi interditada completamente para a execução dos serviços da empresa responsável. Com essa medida, acabou sobrecarregada a ligação pela ponte Mariano Pires, que interliga o trevo do bairro Alegre, em Timóteo, ao Centro de Coronel Fabriciano, e que passou a receber todo o tráfego entre as duas cidades.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Nivaldo 14 de janeiro, 2020 | 10:28
Incrível uma reforma desse porte e ainda ficar pendente iluminação, onde está poder publico? Cadê Deputado Celinho? Responsabilidade Prefeituras? Vergonha...
Trump 14 de janeiro, 2020 | 08:50
Ponte pronta, ponte entregue, e as alças de acesso à BR381 ficam pra depois... Daqui uns 30 a 40 anos que é a validade da obra fazem as alças.
Angelo 12 de janeiro, 2020 | 17:32
Ano eleitoral. Velhas promessas. Reforma do aeroporto, MG760, BR381. A ponte velha não poderá mais ser usada. Irão reivindicar a paternidade de uma gestação que durou anos. Eleições só em outubro, mas os políticos já começam a freguentar as feiras. Distribuindo panfletos. Haja paciência para aguentar este assédio até outubro. Melhor será optar por fazer compras de verduras, legumes e frutas em supermercados ou sacoloes.
Jaime 12 de janeiro, 2020 | 14:31
A novela que dorou anos tanta promessa que levou anos pra sair do papel agora a novela da estrada timoteo a sao jose do goiabal e a reforma do aeroporto sera quando vamos ver estas obras pronta?????
Ronaldo 12 de janeiro, 2020 | 11:30
agora a obra sai, agora que apareceu o celinho engalobador 762.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO