Câmara de Fabriciano anuncia corte de 70% despesas com diárias e combustível

Medida também inclui redução dos cargos comissionados na Casa Legislativa

Arquivo DA


Conforme o presidente da Câmara, Adriano Martins, a medida tem como objetivo ampliar os serviços oferecidos à população

O presidente da Câmara Municipal de Coronel Fabriciano, vereador Adriano Martins (PPS), decidiu, de maneira inédita, reduzir a partir deste mês de janeiro as despesas correntes da Casa Legislativa. Segundo divulgado pela Casa Legislativa, a medida tem como objetivo ampliar os serviços oferecidos à população fabricianense.

O destaque da contenção de despesas anunciadas na tarde de quinta-feira (9) atinge principalmente gasto com diárias e combustíveis.

Arquivo DA/Wôlmer Ezequiel


As novas medidas anunciadas na quinta-feira começam a valer este mês

Adriano Martins, empossado para o segundo mandato consecutivo na Mesa Diretora, detalhou as medidas: reduzir em até 70% a contratação diárias de viagens e combustível; reduzir em 20% os cargos comissionados; decisão de não prorrogar alguns contratos e/ou redução quando de suas prorrogações;

racionalizar consumo de água, energia elétrica e outras; adequar novas despesas diante da realidade orçamentária da Câmara de Vereadores; orientar para adequação dos pedidos de treinamento e participações em eventos externos à estrita necessidade da Câmara e, por fim, reduzir quantitativos em várias aquisições planejadas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Felipe 12 de Janeiro, 2020 | 20:43
Esse vereador Adriano aí foi o que falou que ia ajudar o pessoal que mora na região do Cocais e passou a perna em todo mundo no dia da votação do projeto? Kkkkk
José Eduardo 12 de Janeiro, 2020 | 20:39
Um monte de rua asfaltada que vai aparecer, remédios, médicos etc, esse Vereador aí não é único não, igual ele tem um monte, tem que cortar gastos mesmo, mas com boa vontade, e não para fazer campanha política antes da hora.
Maria Aparecida 12 de Janeiro, 2020 | 20:37
Ano eleitoral a gente vê se tudo, 2020 mal começou e a politicagem junto, pelo jeito a campanha eleitoral começou mais cedo esse ano. Precisamos ter muita consciência na hora de votar.
Paulo 11 de Janeiro, 2020 | 18:16
Pilantra, porque não fez antes?
Elaine 11 de Janeiro, 2020 | 18:13
Mentiroso, falou que ia ajudar o povo do Cocais e passou a perna em todo mundo, fez até vídeo falando que só ia votar o plano diretor se o Cocais fosse retirado, passou a perna na população, eu não me esqueço disso, sei que o povo aqui da região do Cocais não quer ver esse cara.
Ana Maria 11 de Janeiro, 2020 | 18:10
É daqui da minha cidade, anunciou que é candidato a prefeito semana passada, agora eu sei porque ele fez isso então, se quisesse realmente ajudar o povo tinha feito ano passado, já não tinha meu voto pra vereador, agora pra prefeito que não tem mesmo.
Marcelo Costa 11 de Janeiro, 2020 | 18:07
É só nesse ano que a população precisa dos serviços? Essa história não cola mais, é ano eleitoral gente, vamos ficar de olho e espantar esses abutres. Esse aí é candidato a Prefeito de Fabri.
Renan 11 de Janeiro, 2020 | 18:05
Esse cara aí é candidato a Prefeito em Fabriciano, se ele quisesse mesmo reduzir alguma coisa já tinha feito há mais tempo, a pergunta fica, ele reduziu cargo comissionado dele? O povo já não é mais tão bobo assim não kkk
Marcos 11 de Janeiro, 2020 | 18:03
Ué, se é o segundo mandato de Presidente, porque não fez isso ano passado? Isso aí é só mais uma politicagem por causa das eleições, ele é candidato a prefeito de Fabriciano, o povo tem que ficar de olho nisso.
Arthur 11 de Janeiro, 2020 | 14:35
Galera da esquerda não curtiu isso...
Ze de Minas 11 de Janeiro, 2020 | 09:49
Em ano de eleição surge todo tipo bondade para com nós os eleitores otários que ainda vota nesta corja, em janeiro de 2021 volta tudo de novo e em dobro. É uma vergonha.
Tinho 10 de Janeiro, 2020 | 17:40
Este ano tem eleição, né? Cuidado pessoal, se o verdadeiro sentido fosse o apresentado, isso teria ocorrido há três e não agora.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO