Iniciativa pela dignidade humana

Projeto atende necessidades higiênicas de mulheres em vulnerabilidade social

Divulgação


Ao centro, Larissa Teixeira com representantes do Ceresp, após ação no Centro de Remanejamento

Para atender às necessidades higiênicas de mulheres em situação de vulnerabilidade social, a estudante universitária Larissa Teixeira fundou o projeto “Por Mulheres”, diante do que classifica como descaso do Estado com populações marginalizadas. Embora possa parecer fácil para as pessoas em condições normais o aceso ao básico para higiene pessoal, para quem vive em dificuldades nas mais variadas situações, os produtos de limpeza são escassos e, na maioria das vezes, inacessíveis.

A primeira campanha foi voltada para mulheres encarceradas, encaminhando um total de 2.093 unidades (105 pacotes) de absorventes higiênicos ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Ipatinga.
Larissa Teixeira adianta que em breve será iniciada outra ação, agora para atender às mulheres em situação de rua. Ela relata como nasceu a iniciativa.

“Não é recente em mim a ânsia por iniciar um projeto que beneficie mulheres em situação de vulnerabilidade, porém, faltava-me coragem para assumir tamanha responsabilidade. A Faculdade Pitágoras, ao requisitar como atividade acadêmica uma ação social, incentivou-me indiretamente a iniciar uma campanha e dessa resultou a fundação do projeto Por Mulheres”, conta a estudante de Direito.

Ela acrescenta que o projeto foi fundado recentemente, e apenas uma campanha foi executada, por ora. “É extremamente gratificante. Estar à frente de um projeto como esse permite que se enxergue, de uma perspectiva bem mais aproximada, as condições desumanas às quais milhares de mulheres estão expostas. Quem quiser colaborar, será bem-vindo. É possível ajudar por meio de doações de produtos higiênicos, em dinheiro e/ou divulgação. Para mais informações sobre o projeto e campanhas, basta entrar em contato via projetopormulheres@gmail.com, (31) 99712-6953 ou @projetopormulheres (Instagram)”, conclui.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jaqueline Toledo 02 de fevereiro, 2020 | 17:12
Parabéns flor, amo feminismo em ação. Espero poder participar e apoiar essa causa. E que muitas mulheres possam ter o direito a moradia, a segurança, e ao respeito. Não é porque estão encarceradas ou em situação de rua que merecem menos que dignidade humana. Um abraço nesse coração lindo da Larissa que ainda não conheço, mas já sinto que é uma mulher potente. Luz, paz e amor!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO