Novo levantamento identifica focos do Aedes aegypti em Fabriciano

Em 2019, foram notificados 426 casos de dengue clássica, 375 foram confirmados e 51 descartados.

Divulgação


LIRAa realizado nesta semana deve ser divulgado na segunda-feira

O município de Coronel Fabriciano realiza até esta sexta-feira (10) o primeiro Levantamento Rápido de Índices de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa) do ano. A pesquisa, que mede o índice de infestação do mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, deve ser divulgada na segunda-feira (13).

O levantamento para identificação de focos é feito por uma equipe formada de agentes de endemias espalhados em todos os territórios, destaca a administração fabricianense.

“É baixo o índice de infestação. Estamos no caminho certo e confiantes de que todo trabalho realizado tem surtido efeito. Durante as visitas diárias encontramos poucos focos de larvas nas casas, o que significa que a população entendeu o recado e não quer mais ser vítima dessas doenças que são tão incapacitantes e que causam tantos prejuízos à nossa saúde, como a dengue e a chikungunya”, disse o secretário de Saúde do município, Ricardo Cacau.

Em 2019, foram notificados 426 casos de dengue clássica, 375 foram confirmados e 51 descartados. Já a chikungunya teve 277 casos notificados, 229 foram confirmados e 48 descartados. Os números de zika praticamente estão zerados. Foram sete casos notificados, seis descartados e um deu resultado inconclusivo, informou o governo municipal.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO