Doença desconhecida assusta em Minas Gerais

Documento da SES-MG recomenda que equipe médica que se deparar com sintomas em pacientes comunique imediatamente o Estado

Divulgação


Exames de sangue são feitos pela Funed, para tentar identificar causa de doença que tem atingido homens em MG

A Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES-MG) está em alerta em relação a uma doença que tem atacado pessoas, na capital mineira e cidades da Zona da Mata. Até agora os sintomas da doença misteriosa foram registrados em sete pessoas, o que fez acender o sinal de alerta no Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs-Minas).

A doença, que ainda não tem uma definição do que se trata, começa com náusea ou vomito e ainda dor abdominal, que segundo os pacientes, não passam.

O que era um caso de alguns pacientes do bairro Buritis, na capital mineira, e tratado como situação isolada, ganhou contornos de preocupação junto às autoridades de saúde.

O surgimento dos primeiros casos gerou uma onda de boataria, o que levou a SES-MG a publicar uma nota técnica com as informações a respeito da situação.

Os sintomas de insuficiência renal aguda de evolução rápida (em até 72 horas) somada a alterações neurológicas já atingem cinco moradores de Belo Horizonte, um de Juiz de Fora e um de Ubá (ambas na Zona da Mata).

Entre as alterações neurológicas apresentadas pelos pacientes, o documento destaca: paralisia facial, borramento visual, amaurose (perda da visão parcial ou totalmente), alteração de sensório e paralisia descendente.

Os pacientes apresentam um ou mais desses sintomas, segundo o documento da saúde pública. No início, conforme a nota, também sentem sintomas gastrointestinais (náusea e/ou vomito e/ou dor abdominal)

A nota técnica do órgão de saúde se dirige aos profissionais de saúde de Minas Gerais. O documento recomenda que a equipe médica que se deparar com esses sintomas em algum paciente comunique, imediatamente, o Cievs-Minas.

Conforme a secretaria, Exames laboratoriais estão sendo realizados na Fundação Ezequiel Dias (Funed) para definição exata da doença.

Dentre os sete pacientes catalogados até segunda-feira (6) todos são homens, com idades entre 23 e 76 anos. (Com informações de Flávia Ayer e Gabriel Ronan/Estado de Minas)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Fernanda Pedreira 08 de Janeiro, 2020 | 11:57
Favor divulgar também a Nota técnica da SES-MG. Isso é importante! Temos que ter certeza sobre veracidade das informações e ter cuidado com as fake news, ainda mais quando o assunto é saúde.
Oliveira 08 de Janeiro, 2020 | 00:49
Nossa Simone, você é tão engraçada.
A 07 de Janeiro, 2020 | 22:00
Estes sintomas são de escrerose múltipla, basiado na pesquisa da dra canadense.
Simone 07 de Janeiro, 2020 | 10:41
Nossa!! Eu estava me sentindo tão mal ontem ,uma dor terrível nas costas , sentindo um desconforto abdominal,,as vistas estranhas ,e uma coisa estranha no braço esquerdo ,parece que eu não sentia ele,mas eu pensei que poderia ser a enxaqueca com aura que eu tenho ,,que os sintomas são assim..mas graças a Deus ,hj estou bem

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO