Queimou a pele no sol? Especialista dá dicas do que fazer para minimizar a dor

Você aproveitou o calorão, esqueceu-se de passar protetor solar, abusou da exposição ao sol e agora está com a pele vermelha e ardendo? Não se preocupe!

Existem algumas dicas e técnicas para minimizar tudo isso. Mas, lembre-se: o ideal mesmo é se prevenir, passando protetor solar e renovando-o a cada duas ou três horas, além de usar chapéus e bonés. A médica Paula França Müller, pós-graduada em dermatologia pelo Instituto Superior de Medicina (ISMD), de São Paulo, levantou alguns aspectos importantes no cuidado com a pele.

“A falta de cuidados com a proteção de pele é a principal causa de queimaduras, que ficam aparentes na pele entre duas a seis horas depois da exposição solar. A queimadura passa por alguns estágios que vão desde a vermelhidão, a formação de bolhas, a escamação e a descamação”, diz Paula França Müller.

Caso isso ocorra, é preciso observar alguns cuidados, que podem ajudar a minimizar a dor e a recuperar a pele mais rapidamente. “Mas, se ocorrer febre, aí será preciso procurar um médico, principalmente se for alguma queimadura mais grave.”

Veja alguma dicas com as quais a médica Paula França orienta seus pacientes:

1. Use compressa de água gelada com toalhas macias ou gaze para ajudar a baixar a temperatura corporal

2. Repouse, descanse e não se esforce. A insolação traz cansaço e dores.

3. Se houver febre, corra para o médico, que indicará o uso de medicamentos.

4. Hidrate a pele passando cremes hidratantes, que ajudam a aliviar a dor.

5. Hidrate o corpo bebendo muito líquido, principalmente água gelada, água de coco e sucos naturais.

6. Evite uma nova exposição ao sol durante algum tempo.

7. Não estoure as bolhar e, se elas estourarem sozinhas, não puxe a pele.

8. Evite arrancar a pele descamada, pois ela protege a que está nascendo, por baixo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO