Zezé Perrella está fora do Cruzeiro

Ex-vice-presidente Márcio Rodrigues assume o comando de futebol da Raposa

Vinnicius Silva / Cruzeiro


Zezé Perrella afirma que foi demitido
Atualizado às 17h16>/i>
Na manhã desta quinta-feira, Zezé Perrella deixou o comando de futebol do Cruzeiro. Márcio Rodrigues, que foi vice-presidente do Cruzeiro na gestão de Gilvan de Pinho Tavares, assume o comando. A notícia foi dada pelo presidente do clube, Wagner Pires de Sá.

“Eu não o tirei do cargo. Em uma reunião anteontem (terça-feira), o Zezé esteve comigo e conversou, dizendo que precisava descansar. Ele se colocou ainda à disposição do Cruzeiro para ajudar o clube. Mas ele realmente está saindo”, afirmou Wagner.

Apesar da fala do presidente, Zezé Perrella afirmou que foi demitido e adiantou que não voltará para o Conselho do clube. “Fiquei surpreso com a decisão, porque ele (Wagner Pires de Sá) é uma biruta de aeroporto. Cada hora ele fala uma coisa. Falei: Wagner, eu não quero continuar no clube, vamos convocar eleições gerais no clube, inclusive para a presidência do Conselho, e você renuncia. Sua presença hoje não é boa para o Cruzeiro. Ele disse que não renunciaria e, junto de outras pessoas, me convenceram a ficar. Então é uma coisa inexplicável que aconteceu”, afirmou Perrella.

Wagner Pires confirmou ainda que Ronaldo Granata, atual vice-presidente do clube, irá comandar as categorias de base do Cruzeiro. Hermínio Lemos, outro vice da atual gestão celeste, vai assumir a direção administrativa do clube.

“Eu tenho o sentimento de quem fez a cabeça do Wagner foi o senhor Itair Machado junto com Sérgio Nonato que continuam dando palpites dentro do Cruzeiro. O Wagner é muito influenciado por eles. Isso é um sentimento e o que a gente escuta dentro do clube, mas eu tenho convicção disse, mas foram essas duas pessoas que tiveram várias pessoas ligadas a eles desligadas do clube”, disparou Perrella.

Desde o rebaixamento, a torcida do Cruzeiro tem feito campanhas nas mídias sociais pedindo a renúncia imediata do presidente e vices do clube. Os torcedores reforçam que não vão renovar os pacotes de sócio do Cruzeiro até a saída dos membros da presidência.

Entenda
Zezé Perrella assumiu a gestão de futebol do Cruzeiro em outubro deste ano, no momento em que o time foi eliminado da Copa Libertadores e Copa do Brasil e estava na zona de rebaixamento do Brasileirão. Além dessa situação, a gestão do clube estava sob investigação da Polícia Civil por suspeitas de lavagem de dinheiro e desvio de verbas, além da venda irregular de jogadores.

Perrela já tinha presidido o Cruzeiro de 1995 a 2002 e de 2009 a 2011. Atualmente ocupava a presidência do Conselho e assumiu a gestão do futebol do clube em outubro, após o vice-presidente de futebol, Itair Machado, ser demitido e de Sérgio Nonato ter renunciado ao cargo de diretor do Cruzeiro.

Adilson fica
Com a saída de Zezé Perrella, a permanência de Adilson Batista como técnico da equipe celeste ficou em xeque durante esta quinta-feira, tanto que ele foi convocado para uma reunião na Toca da Raposa.

Mas no fim do dia, o presidente do clube, Wagner Pires de Sá, e também o departamento de comunicação confirmaram que Adilson fica para a temporada 2020. Wagner Pires disse que os detalhes ainda estão sendo definidos, mas que "nada mudou" em relação à comissão técnica cruzeirense.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Barrabas 12 de Dezembro, 2019 | 13:54
O cruzeiro esta nesta situacao porque ficou passando a mao na cabecas deste corrupto este individuo ja deveria ter ido ha muito tempo atras.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO