Mulher é esfaqueada no bairro Canaã, em Ipatinga

Homem foi preso em flagrante logo depois de ferir a vítima dentro de uma lanchonete

Enviada para o WhatsApp Portal Diário do Aço


Policiais militares passavam nas proximidades do local do crime
Atualizado às 16h10
Erenice Gomes de Faria, de 53 anos, foi esfaqueada no pescoço e hospitalizada, depois de ser atacada por um homem na avenida Gerasa, no bairro Canaã, em Ipatinga. Os policiais militares prenderam o autor da facada, Reginaldo de Moura Gomes, de 42 anos, que confessou a agressão à mulher, ocorrida no começo da noite de quarta-feira (11).

O proprietário de uma lanchonete onde ocorreu o crime contou que a vítima entrou no local e lhe pediu dinheiro. Ele teria dito para a mulher que não tinha. Segundo o comerciante essa não era a primeira vez que Erenice entrava no local com esta finalidade. O dono do estabelecimento conversava com ela, quando chegou Reginaldo.

O homem entrou no estabelecimento de posse de uma faca artesanal, aproveitou-se que Erenice estava de costas e desferiu um golpe próximo ao pescoço provocando um corte com cerca de oito centímetros de profundidade.
Reginaldo só não conseguiu dar outro golpe graças à intervenção do dono da lanchonete, que desarmou o agressor.

Neste momento, policiais militares do Gepmor passavam pelas proximidades e foram acionados para prender Reginaldo. Uma unidade do Samu foi acionada para prestar os primeiros atendimentos à vítima esfaqueada. Os socorristas encaminharam a mulher para o Hospital Márcio Cunha para ser medicada, onde ficou internada.

A vítima foi socorrida pelo Samu e encaminhada para o Hospital Márcio Cunha

A mulher alega que conhece Reginaldo e que ambos passaram a tarde bebendo em um bar, antes de ir para a lanchonete, em companhia de Reginaldo, que lhe ofereceu R$ 10 para ela fazer sexo oral nele, mas diante da negativa da vítima o agressor mostrou uma faca. Erenice alega que não acreditava que Reginaldo tivesse coragem de fazer algo, achando que era uma brincadeira.

Confessou a “peixerada”

O Diário do Aço conversou com Reginaldo logo depois dele ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro Canaã. Com sinais visíveis de estar embriagado ao entrar na viatura da Polícia Militar, confessou a autoria da agressão, mas alega que a mulher lhe pediu R$ 100 para fazer sexo com ele.

“Falei (com ela) para me abandonar, que era casado, mostrei a aliança, mas a mulher começou embaçar. Me pediu R$ 100 para manter relação (sexual). Não dei atenção, dei nela uma peixerada. É um abuso”, afirmou Reginaldo ao ser encaminhado para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Ipatinga. A faca usada na tentativa de homicídio foi apreendida com um canivete que o preso trazia consigo.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Palhaço 12 de dezembro, 2019 | 08:14
O pior, e que ele ja deve ter sido solto na madrugada. E como disse na outra matéria, este mundo ja era pra ter acabado a tempos.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO