Ponte Nova é o campeão do Fabricianense 2019

A partida foi realizada no campo do Social e contou com a presença de centenas de torcedores

Wôlmer Ezequiel


Equipe do Ponte Nova bateu o Real Madri por 3 a 0 neste domingo

Na manhã de domingo, o Ponte Nova conquistou o título do Campeonato Fabricianense de Futebol Amador 2019 ao vencer o Real Madri, por 3 a 0. A partida foi realizada no campo do Social e contou com a presença de centenas de torcedores.

A decisão começou com chance de gol para o Real Madri, logo aos 2 minutos, mas Parrão chutou fraco e deixou a chance escapar. Com a oportunidade perdida de um lado, o Ponte Nova não perdeu a chance do outro; após bate e rebate na área, aos 4 minutos Léo abriu o placar.

Aos 32, Michel ampliou o marcador com um belo chute por cobertura. Na sequência, Guilherme perdeu a chance de fazer mais um aos 46. Com isso, o 1º tempo terminou em 2 a 0 para o time do Ponte Nova.

Na volta do intervalo, o Real Madri teve um atleta expulso aos 30 minutos. Walace recebeu o cartão vermelho por cometer falta perigosa, colocando em risco o atleta adversário.

Já no fim do jogo, aos 43 minutos, Michel marcou o terceiro gol em uma cobrança de falta. A bola foi no ângulo direito, sem chance de defesa para o goleiro rival. Final da partida: Ponte Nova 3 x 0 Real Madri.

Premiação
A competição teve o apoio da Secretaria de Governança de Esporte, Lazer e Juventude de Coronel Fabriciano e foi realizada pela Liga Desportiva da cidade (a Lidecel). O troféu de campeão foi entregue à equipe do Ponte Nova pelo secretário Querubim Lagares. Os donos do título também receberam a premiação no valor de R$ 1.000.
O troféu de vice-campeão foi entregue ao Real Madri pelo presidente da Câmara de Coronel Fabriciano, Adriano Martins. A equipe ainda ganhou um cheque de R$ 500.
Wôlmer Ezequiel


Os campeões ergueram o troféu neste domingo, no campo do Social

As medalhas foram entregues às equipes por Beto Cavaleiro (vereador de Coronel Fabriciano), Adriano Messias (presidente da Lidecel), Adriano Martins, Querubim Lagares, soldado Júnior (do Corpo de Bombeiros) e o tenente Oliveira (Polícia Militar).

O goleiro menos vazado da competição foi Jully, do Ponte Nova, que sofreu sete gols. O arqueiro recebeu o troféu do soldado Júnior.

O troféu de artilheiro ficou para Cleidinho, do Real Madri. Mas como o atleta não pôde comparecer ao jogo final, foi representado pelo capitão do time, Fábio, que recebeu o troféu da artilharia das mãos de Adriano Messias. O troféu disciplina ficou para a equipe do Santo André.

Escalações
Ponte Nova: Jully (Goiaba); Luan, Léo (Ronan Alexandre), Ronilson, André (Jefinho); Robney, Índio (Marcílio), Russo, Michel; Gustavo (Zói) (Pedro Ramos) e Guilherme (Thiago Viggiano). Treinador - Wesley Duarte Negão.

Real Madri: Thiago; Luizinho, Fabinho, Eron (Wallace Pereira), Fernando; Xandinho, Igor Maia (Benhur Mandi), Hude (Vitor Torres), Parrão; Graveto e Bigode (Victor Damaceno). Treinador - Thales Cassemiro.

A partida foi apitada por: Fábio Oliveira o Paulista, auxiliado por Marcelo Aleixo e Neemias Ferreira; o 4º árbitro foi Ezequiel Oliveira.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO