Contos Locais lança livros

Produção de projeto literário faz retrospectiva das ações em 2019

O projeto literário Contos Locais, que em 2019 (3ª edição) contemplou as cidades de Ferros, Santa Maria de Itabira e São Domingos do Prata, foi concluído com a entrega dos livros produzidos nesses municípios. As obras reúnem histórias coletadas por alunos das escolas locais.

Éderson Caldas, responsável pelo projeto, explica que “Contos Locais é um instrumento social de promoção da democratização do acesso popular à cultura, valorizando a identidade regional e integrando as gerações”.

ACS PCL


Alunos das escolas coletaram os contos que integram os livros
No âmbito educacional, o projeto contribui para estimular a leitura, a interpretação e produção de textos, motivando os estudantes a trabalhar com a história regional e o pertencimento, dentre outros aspectos.

“Estamos muito felizes com o resultado desse projeto. Por meio dos Contos Locais, nossos alunos desenvolveram habilidades importantes nos campos da pesquisa, entrevista, narrativas pela oralidade, escrita e leitura”, avalia Betânia Lage, secretária de Educação de Ferros.

Renata Duarte, secretária de Educação de Santa Maria de Itabira, afirma que o Contos Locais aproximou mais os alunos dos moradores da cidade, “motivados pela necessidade de buscar as histórias, ação prazerosa pelas experiências que eles puderam vivenciar. Esse gosto pelas atividades literárias ficou claro para os envolvidos no projeto”.

Maria do Perpétuo Socorro de Castro Freitas Pereira, secretária de Educação de São Domingos do Prata, falou de sua surpresa com os resultados do projeto. “No primeiro contato com a produção do Contos Locais, eu não tinha a menor ideia da dimensão que isso tomaria”.

ACS PCL


O lançamento dos livros ocorreu nas cidades contempladas
Ela falou de sua gratidão para com a Cenibra e a equipe de produção da iniciativa, de grande aprendizado. “O projeto envolveu muitas pessoas do município que, agora, com o livro em mãos, celebra o registro da nossa história, uma obra que mostra personagens conhecidos e com os quais o nosso povo se identifica”, concluiu Maria.

Inicialmente, as oficinas com Bia Bedran atenderam 300 professores de Ferros, Santa Maria de Itabira e São Domingos do Prata.

Depois disso, os educadores ministraram oficinas de contação de histórias para 150 alunos, que ouviram e transcreveram 150 histórias, das quais 99 foram selecionadas e adaptadas pelo escritor Cristiano Lopes, idealizador do Contos Locais, para compor os livros.

As obras foram ilustradas pelos próprios alunos, selecionados segundo seu interesse pela atividade artística.

Em todas as cidades houve uma cerimônia de lançamento dos Contos Locais, incluindo atividades artísticas e culturais. O projeto Contos Locais têm patrocínio da Cenibra (Lei Federal de Incentivo à Cultura).
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO