Tentativa de homicídio é investigada na Vila da Paz

Dois moradores se desentenderam e um de 25 anos tentou matar o outro, de 48 anos

Atualizada às 16:43
O suspeito de uma tentativa de homicídio foi detido ontem pela polícia em Ipatinga. Ele nega o crime. O fato foi praticado por volta de 23h de segunda-feira (2), na rua John Lenon, aglomerado Vila da Paz, no bairro Cidade Nobre. Lá, segundo apurado pela Polícia Militar, Vanderci Honório Pereira, de 48 anos e Diego Lourenco de Oliveira, de 25 anos, entraram em luta corporal. Vanderci foi jogado ao solo e possivelmente atingido por golpes de pedra, desferidos pelo jovem.

O SAMU foi acionado e socorreu Vanderci Honório, que teve traumatismo craniano e encefálico grave e foi levado para o Hospital Márcio Cunha.

Após a briga, Diego fugiu correndo em direção ao ribeirão Ipanema.

Os levantamentos no local indicam que tanto Vanderci quanto Diego são usuários de entorpecentes e faziam uso de bebida alcoólica e outras drogas, no fim da noite de segunda-feira. Em determinado momento, eles se desentenderam e iniciaram a briga.

Moradores da Vila da Paz, por temerem retaliações, evitaram repassar informações para os policiais militares que foram ao local registrar a ocorrência.

Nega
Detido pela Polícia Militar, nessa terça-feira, Diego negou que tenha desferido golpes de pedra na cabeça da vítima. Em entrevista ao Diário do Aço Diego confirmou que ele e Vanderci beberam cachaça a noite toda e que, depois do fechamento do boteco, os dois discutiram. Quando passavam pela rua John Lenon deu um puxão em Vanderci, que se desequilibrou, caiu e bateu com a cabeça no chão. Diego também é investigado como suspeito de envolvimento em um roubo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO