Após derrota, Abel Braga cai e Adilson Batista é anunciado como novo comandante do Cruzeiro

Twitter Ceará


Adilson Batista volta ao clube uma década depois

Logo após a derrota de 1 a 0 para o CSA, na noite desta quinta-feira, no Mineirão, a diretoria do Cruzeiro confirmou a saída do técnico Abel Braga. Na manhã desta sexta-feira, o clube anunciou Adilson Batista como novo treinador. Adilson é um velho conhecido dos cruzeirenses e amigo pessoal do atual gestor de futebol do clube, Zezé Perrella.
Adilson foi demitido na última quarta-feira do comando técnico do Ceará, após goleada sofrida para o Flamengo por 4 a 1, no Maracanã. O comandante volta ao clube mineiro com o auxiliar técnico Cyro Garcia e o preparador físico José Mário Campeiz.

De acordo com Zezé Perrella, a mudança de treinador na reta final do Brasileirão é uma forma de dar um choque no time. "Todos vocês sabem a relação minha de amizade com Adilson, tenho absoluta confiança nele, nesse momento que ele precisa também dar a volta por cima. Nem, combinei salário com ele. Disse ‘venha, vamos tirar o Cruzeiro dessa, e depois a gente conversa’. Se conseguir sair ou não, a gente conversa sobre o que vai acontecer com você (Adilson) ano que vem. É um sacrifício. Espero que a gente possa causar um choque", disse.

Ao lado de Perrella, Abel Braga lamentou não ter conseguido fazer o Cruzeiro reagir. "Lamento ter sido (uma passagem de) apenas dois meses e não ter conseguido uma coisa que estava muito convicto que iria conseguir”, disse o ex-treinador.

Esta será a segunda passagem de Adilson Batista pelo Cruzeiro, que neste ano já teve outros três treinadores: Mano Menezes, Rogério Ceni e Abel Braga. A estreia do novo técnico será na segunda-feira, contra o Vasco, às 20h de segunda-feira.

Revés
A derrota para o CSA, aliada à vitória do Fluminense sobre o Palmeiras por 1 a 0, também na quinta-feira, manteve o Cruzeiro abrindo a zona de rebaixamento, com 36 pontos. Agora, a chance de descenso do time celeste é de 75%.

Restam apenas três rodadas para o fim do Brasileirão e, para escapar da degola, o Cruzeiro precisa torcer por tropeços de Ceará e Fluminense, além de fazer sua parte. Na próxima segunda-feira a Raposa enfrenta o Vasco em São Januário; na quinta-feira o desafio é contra o Grêmio no Sul; e por fim, o time celeste encara o Palmeiras no Mineirão.

Para o meia Robinho, só um milagre salva o Cruzeiro do rebaixamento. “Neste exato momento, só um milagre. Não sei nem o que falar. Mas é isso, é um milagre, se apegar que a gente joga melhor fora de casa", disse o jogador após a derrota de quinta-feira. "É a isso que temos que nos apegar agora. Pior de tudo vai ser depois, se a gente não se apegar à esperança e acabar caindo por causa de um ponto de diferença para o Ceará”.

Dança das cadeiras
Outra mudança de treinador nos clubes da parte de baixo da tabela da série A foi a saída de Argel Fucks do CSA, logo após a vitória sobre o Cruzeiro, para assumir o comando técnico do Ceará.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO