Ruas e lojas cheias; procuram-se descontos

Tiago Araújo


Em uma loja de rede, no Centro de Ipatinga, movimento começou cedo e segurança teve que ser reforçada antes de as portas serem abertas

Hoje é dia de promoção nas lojas, com a campanha Black Friday, em que lojistas prometem vender mais barato. Na manhã dessa sexta-feira havia filas em frente a redes de lojas e, principalmente às unidades do Coelho Diniz.

Na loja do Novo Cruzeiro, em Ipatinga, por exemplo, a fila de carros começava nas proximidades de um posto de combustíveis. Já a fila de pedestres começavam nas proximidades de uma concessionária VW.

No Centro, em uma loja de rede, na rua Poços de Caldas, a segurança teve que ser reforçada nas primeiras horas do dia, dada a fila e o empurra-empurra de clientes.

Na prática, muitos comerciantes decidiram esse ano antecipar a campanha e ao longo de toda a semana anúncios de adesão à campanha promocional podiam ser vistos nas portas das lojas.

O serviço de Defesa do Consumidor faz alertas aos consumidores que vão às compras. Os cuidados devem ser em relação às ofertas que pareçam excessivamente atrativas, com preços muito abaixo do mercado.

Nesses casos, recomenda-se que seja feita uma pesquisa em vários estabelecimentos e, também, buscar melhores informações sobre a credibilidade das lojas, estabelecimentos ou agenciadores de serviços.

Quem tiver alguma reclamação a fazer pode procurar Procon. Em Ipatinga, o órgão de defesa do consumidor funciona na rua Edgard Boy Rossi, 170, no centro da cidade, ao lado do prédio da Prefeitura de Ipatinga, e atende de meio-dia às 18h, de segunda a sexta. O telefone para outras orientações é o (31)3829-6446.

Fila de clientes na porta de supermercado, no bairro Novo Cruzeiro, Ipatinga

Alertas
Confira algumas dicas importantes para não cair em nenhum golpe, principalmente quando se trata de compras pela internet:

1 - CUIDADO COM E-MAILS E REDES SOCIAIS
Um dos tipos de golpe mais comuns na internet é o chamado “phishing“ – Segundo a empresa de segurança Kaspersky, ataques de phishing aumentam quatro vezes durante a Black Friday. Por isso, não clique em links recebidos via WhatsApp, mensagens SMS e redes sociais, principais canais usados para difundir promoções fraudulentas. Em vez disso, acesse o site digitando o endereço eletrônico diretamente na barra de endereços. É importante ter cuidado até mesmo com links enviados por amigos: na dúvida, confirme se a pessoa realmente mandou o conteúdo para você.

2 - FIQUEM DE OLHO EM PROMOÇÕES “IMPERDÍVEIS”
Uma passagem a Paris por R$ 2? Aquele telefone novo por R$ 50? Desconfie quando a oferta for muito abaixo do mercado – especialmente no caso de eletrônicos, que são o grande chamariz da Black Friday.
Sites fraudulentos costumam dar grande ênfase aos preços quase absurdos para atrair clicks – por isso, fique de olho em ofertas boas demais para serem verdade.

3 - EVITEM COMPRAS EM WI-FI PÚBLICO
Uma conexão de internet comprometida também pode ser porta de entrada para golpes. Ao fazer compras em wi-fi’s públicos, por exemplo, você nunca sabe ao certo quão expostos estão seus dados – inclusive, os do cartão de crédito.
Evite fazer compras quando estiver conectado à internet de locais abertos, como em um restaurante ou café, por exemplo.


Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO