ANTT inclui trem de passageiros em relatório de concessões de ferrovias

A proposta visa não só o aumento de horários dos trens, como também melhorias de acessibilidade e infraestrutura nas estações ao longo da ferrovia

Divulgaçãoi


A proposta visa não só o aumento de horários dos trens, como também melhorias de acessibilidade e infraestrutura nas estações

A proposta de incremento do transporte de passageiros foi incluída na linha operada pela Vale entre Belo Horizonte e Vitória/ES, conforme divulgado pelo deputado estadual Celinho Sinttrocel (PCdoB). A sugestão foi uma das apresentadas pelo parlamentar e por representantes da Fiemg Vale do Aço nas audiências realizadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), para debater o projeto de antecipação de concessões de ferrovias no Estado de Minas Gerais.

A proposta visa não só o aumento de horários dos trens, como também melhorias de acessibilidade e infraestrutura nas estações ao longo da ferrovia e, ainda, nos serviços de bordo. “Será proposta à Vale a inclusão de mais dois horários durante os períodos de férias, totalizando três horários diários e nos períodos fora de férias, dois horários serão implantados, sendo um noturno”, adiantou Celinho.

O relatório final da ANTT indica que “o transporte ferroviário de passageiros está previsto como sendo um dos objetos da outorga da concessão, [...] A minuta de termo aditivo prevê regras gerais relativas à regulação do transporte de passageiros, [...] que estabelece a prioridade operacional aos trens de passageiros. Contudo, visando aperfeiçoar os documentos jurídicos, as obrigações referentes ao transporte de passageiros serão revisitadas”.

Para Celinho, “há necessidade de defender para todo o nosso Vale do Aço, para todo o nosso Colar Metropolitano, a ampliação das linhas de transporte de passageiros, no Leste, na linha Vitória Minas. Acredito que esta seja uma oportunidade ímpar de poder reduzir as dificuldades de deslocamento e melhorar a mobilidade urbana, através do transporte de passageiros por via férrea”, concluiu o deputado.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Rdish 03 de Dezembro, 2019 | 08:48
Incrementar o trem de passageiros é válido sim. Mas tem de ver a viabilidade, principalmente nas viagens noturnas.
Boa parte das estações de trem da EFVM não possui estrutura para receber passageiros à noite e de madrugada com segurança. Haveria um custo extra que impactaria no preço das passagens.
E tem a questão da demanda também. O trem é muito dependente do 'pinga-pinga' entre estações, e isso é mais complicado em viagens durante a noite/madrugada. A demanda noturna seria maior para o deslocamento da capital para as cidades mais próximas, teria de ver se essa demanda seria suficiente pra tornar a linha viável.
Cidadão 01 de Dezembro, 2019 | 11:33
Todos nós sabemos q a Vale não tem interesse em ampliar as viafens c passageiros, e o monopólio das empresas de ônibus nao deixaram isso acontecer tão facil! Como sempre o q conta é a vobtade política, q sabemos bem q nao trabalha p o povo! É por esse tipo de desacertos q o país só caminha p o abismo da ignorância e da ganância, q sao irmãs e sempre andam juntas!
Antonio 29 de Novembro, 2019 | 19:37
Toda população da alta paulista, desde de estação da Luz até Panorama, gostaríamos que voltasse os trens de passageiros como outrora , á população agradeceria muito.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO