Hospital Dr. José Maria Morais faz simulado de combate a incêndios

O governo destaca que o simulado não irá impactar na rotina do atendimento

Divulgação


Funcionários e brigadistas serão treinados para atuar em casos de sinistros

Nesta quinta-feira (28), o Hospital Dr. José Maria Morais, de Coronel Fabriciano, promove o 1º Simulado de Combate a Incêndios. Conforme o governo municipal, que administra a unidade, o objetivo é treinar os funcionários e brigadistas para atuar em casos de sinistros e dar mais tranquilidade aos pacientes internados na unidade.

Desde a criação da Brigada de Incêndios, no início do mês, essa será a primeira ação efetiva de treinamento envolvendo os brigadistas e funcionários. Os integrantes da brigada já passaram pela qualificação inicial, que constou de palestras e práticas de primeiros socorros e técnicas de salvamento. “Agora vamos vivenciar ações muito próximas da realidade dentro do ambiente do hospital e acreditamos que isso causará grande impacto tanto nos pacientes quanto no público que estará no hospital”, afirma Marco Antônio Nunes, Técnico em Segurança do trabalho.

O simulado será realizado no PA – Pronto Atendimento com a participação dos bombeiros, que vão coordenar toda a ação. Em teoria, bombeiros e brigadistas combaterão um incêndio dentro da unidade hospitalar que teria resultado em vítimas feridas ou com sufocamento por fumaça. Serão empenhados equipamentos e aparelhos de simulação.

A diretora executiva do Hospital José Maria Morais, Kátia Barbalho, esclarece que a criação da Brigada de Incêndio tem a intenção de adequar a unidade aos parâmetros da lei e preparar os funcionários para uma eventualidade. “Não queremos nem desejamos que imprevistos aconteçam. Mas se acontecer, queremos estar preparados. Já vimos em outros casos que o despreparo de uma instituição e de seus funcionários pode ser crucial no aumento do número de vítimas de um incêndio, por isso, estamos certos de que fazemos a coisa certa”, disse.

O governo destaca que o simulado não irá impactar na rotina do atendimento. Nenhum serviço será suspenso e os pacientes serão recebidos normalmente durante o simulado. Quem estiver no local, poderá inclusive acompanhar todas as ações para ter conhecimento de como se dá o trabalho de combate a incêndio dentro de uma unidade hospitalar.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO