Corpo localizado em Boachá é identificado no IML

Homem de 46 anos era morador de Revés do Belém e estava desaparecido desde a semana passada

Divulgação


Vítima foi encontrada morta, em meio a uma mata de eucalipto

Os familiares de José Carlos Chaves Guimarães, de 46 anos, identificaram na manhã de terça-feira (26) o corpo localizado em uma estrada, em meio a uma estrada, em meio a uma plantação de eucaliptos, na zona rural de Ipaba. José Carlos estava desaparecido desde a semana passada, quando foi visto pela última vez. Ele morava no distrito de Revés do Belém, em Bom Jesus do Galho.

O Diário do Aço apurou que parentes de José Carlos viram as fotos postadas em grupos de WhatsApp e verificaram que o cadáver localizado no fim da tarde de segunda-feira, por funcionários da Cenibra, seria de José Carlos por causa das vestes que estavam no corpo. “Por causa da roupa, que o filho deu para o pai, recentemente”, comentou uma amiga da família.

José Carlos estava desaparecido desde quinta-feira (21). Uma amiga dele informou que José saiu de casa para olhar um trabalho, com algumas pessoas, e não mais voltou. Com a localização do corpo, os familiares foram ao Instituto Médico-Legal (IML), em Ipatinga, e confirmaram que o corpo era mesmo, de José Carlos.

Os legistas constataram que a causa da morte foi por traumatismo crânio-encefálico (TCE). Algum objeto (pedaço de madeira ou barra de ferro) pode ter atingindo a cabeça da vítima em circunstância ainda não esclarecida e que será investigada pela Polícia Civil.

O corpo de José Carlos foi encontrado na estrada de acesso ao Boachá, no Córrego do Chapeuzinho, em Ipaba. Os funcionários de uma empresa de vigilância, que atende a Cenibra, depararam com o cadáver na área do talhão 18 no meio da estrada de terra, que liga o distrito de Vale Verde ao povoado de Boachá.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO