Férias luxuosas em Portugal

Um destino maravilhoso, onde os encantos incluem delícias gastronômicas

Divulgação/GB Edições


A Vista Alegre é uma célebre fabricante de porcelanas finas que tem em Ílhavo, a uma hora de Porto, uma fábrica em pleno funcionamento e um museu que toda sua história e exibe peças icônicas de suas coleções
Está indeciso sobre onde passar as próximas férias? No Centro de Portugal, na região entre Lisboa e Porto, há destinos maravilhosos como Coimbra, Aveiro e Fátima. Mas além de visitar cidades e vilas encantadoras, os turistas podem ter muitas experiências inesquecíveis, de hospedar-se em hotéis deslumbrantes até comer em restaurantes de qualidade indiscutível.

A Vista Alegre, por exemplo, é uma das marcas da região que podem deixar uma viagem por lá ainda melhor. A uma hora de Porto, a célebre fabricante de porcelanas finas tem em Ílhavo uma fábrica em pleno funcionamento e um museu que não apenas conta sua história, mas também exibe peças icônicas de suas coleções ao longo dos anos, que fascinam por seu design.

Divulgação/GB Edições


Para passar férias luxuosas em qualquer lugar você tem que escolher um excelente hotel e o Centro de Portugal oferece ótimas sugestões, com muito luxo, charme e conforto
A contribuição da marca Vista Alegre para o turismo português não acaba por aí. Ela também é tema do Montebelo Vista Alegre Ílhavo Hotel, um cinco estrelas decorado com as cobiçadas peças da marca, com um edifício moderno e sofisticado e outro histórico e clássico, onde vivia a família do fundador da companhia.

Um outro empreendimento já está em desenvolvimento: um novo hotel na cidade de Caldas da Rainha, que será associado à marca de cerâmica tipicamente portuguesa, a Bordallo Pinheiro.

Divulgação/GB Edições


Nas redondezas de Viseu a Quinta de Lemos, produtora de vinhos, mel e azeite, e um restaurante, o Mesa de Lemos garante uma das melhores experiências gastronômicas da região
Na Serra da Estrela, o destaque vai para a Casa de São Lourenço, um hotel cinco estrelas com 17 quartos e quatro suítes no Vale do rio Zêzere, o maior vale glacial da Europa. A 1.200 metros de altitude, conta com vistas panorâmicas de tirar o fôlego, decoração elegante e minimalista, e mobília de design contemporâneo.

A decoração inclui objetos e obras de arte feitas em pura lã de ovelha - a burel - e que dá tema ao hotel. Originalmente usada por pastores, a burel virou matéria-prima de design e só é produzida nesta região. Os turistas também podem visitar a fábrica na vila de Manteigas, que mostra a história do burel e tem uma loja com roupas, acessórios e peças de decoração.

Divulgação/GB Edições


O Noah Surf House, na praia de Santa Cruz, a uma hora de Lisboa, tem oito quartos e 13 bangalôs maravilhosos, além de piscina, jacuzzi, skate park, loja de equipamento de surfe e um restaurante na praia
Em Viseu encontra-se a Abyss & Habidecor, que usa algodão egípcio para criar toalhas que estão entre as melhores do mundo. A marca é do grupo Celso de Lemos, que também tem nas redondezas de Viseu a Quinta de Lemos, produtora de vinhos, mel e azeite, e um restaurante, o Mesa de Lemos, que garante uma das melhores experiências gastronômicas da região.

Por fim, o litoral também tem luxo a oferecer, muito diferente dos resorts “pé na areia” existentes no Brasil. O Noah Surf House, na praia de Santa Cruz, a uma hora de Lisboa, é dedicado ao mar e ao surfe, tem oito quartos e 13 bangalôs maravilhosos, além de piscina, jacuzzi, skate park, loja de equipamento de surfe e um restaurante na praia.

O bacalhau é um peixe tipicamente português, presente na gastronomia do país inteiro. Mas é no Centro de Portugal que ele tem lugar de honra, principalmente em Ílhavo, cidade que construiu um museu dedicado à sua história e que fica a 100 quilômetros de Porto.

Divulgação/GB Edições


O bacalhau é um peixe tipicamente português, estando presente na gastronomia do país inteiro. Mas é no Centro de Portugal que ele ganha seu lugar de honra
O Museu Marítimo de Ílhavo conta como o peixe foi importante numa época que os portugueses passavam por escassez de alimentos. Como o bacalhau era salgado e seco, durava mais tempo e chegava aos recantos mais longínquos do país. E como a pesca nos mares frios do norte era perigosa na época, os pescadores de bacalhau eram verdadeiros heróis nacionais.

Com o bacalhau em abundância e outras carnes em falta, os portugueses usaram a criatividade e criaram centenas de pratos com o peixe. O Bacalhau à Lafões é uma versão empanada e assada em postas com batatas, alho, ovos cozidos, cebola e muito azeite. O melhor lugar para provar esta iguaria é Viseu ou alguma das cidades próximas, já que foi ali que ela surgiu.

Divulgação/GB Edições


Os portugueses exploraram a criatividade e criaram centenas de pratos diferentes com o bacalhau
O Arroz de Bacalhau é um refogado de arroz, bacalhau, azeite, cebola e tomate, prato cremoso e de dar água na boca. A Caldeirada de Bacalhau é tradicional em Portugal, um ensopado que leva pão entre os ingredientes. As caldeiradas de peixe são uma especialidade da cidade de Aveiro.

O Bacalhau à Lagareiro é cozido no leite e depois assado com azeite, assim como as batatas que são servidas junto. E por fim o turista também pode experimentar o Bacalhau Gratinado, um peixe delicioso coberto por um molho branco e que fica melhor ainda no forno. Versões recheadas com batata doce e pão ou espinafres e queijo estão entre as favoritas.

Gostou das dicas? Então faça já suas malas e passe férias luxuosas no Centro de Portugal. Em Ipatinga, procure a agência de turismo O Giro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO