Ex-jogadores da escolinha do Florestino organizam encontro

O momento serviu também para marcar os 60 anos do treinador da época, Tão Lana

Divulgação


Dezenas de ex-jogadores da escolinha do Florestino se reencontraram mais de 40 anos depois de construírem amizade correndo atrás da bola

O Florestino Social Clube, agremiação tradicional no futebol de Timóteo, sempre teve em seus quadros jogadores e treinadores de destaque. Alguns de seus momentos marcantes aconteceram em meados da década de 1970 e início dos anos 1980, quando revelou para o futebol amador do município e do Vale do Aço dezenas de bons jogadores. A grande maioria seguiu sua carreira no próprio clube e, em seguida, noutros times até se aposentar e seguir a vida como profissionais em diversas carreiras.

E grande parte dessa turma, os jogadores da escolinha do Florestino entre os anos de 1976 e 1981, oriundos de vários pontos do Brasil, se juntou no último fim de semana em Timóteo. Na oportunidade, muita resenha, exposição de fotografias dos tempos em que eram companheiros dentro de campo com a camisa do clube, depoimentos como os da torcedora símbolo, dona Doca (mãe dos meio-campistas Tetinho e Heraldo) e do desportista Gervásio Pierre, além da distribuição de uma camisa alusiva ao evento.

O momento serviu também para marcar os 60 anos do treinador da época, Tão Lana, homenageado de pé por todos os presentes. O mesmo Tão Lana que, ao lado de grande parte desses jogadores, comandou o time campeão acesitano de 1981, conquista histórica que deverá ser igualmente comemorada com o encontro dos ex-jogadores.

A comissão organizadora deste Encontro dos “Amigos Bons de Bola” foi composta por Ney Coquim, Nenzica, Pelé e Jorge Valentim. Dentre outros convidados, também estiveram presentes o ex-presidente Ernani Bittencourt, Maurício Castro, Lalado, Gegê, Nilsinho, Tetinho, Roninho e Fifi.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO