Escolas de ensino médio integral têm investimento liberado de R$ 118 milhões pelo MEC

Recurso faz parte da segunda parcela de incentivos previstos pelo programa

Divulgação


O projeto visa ampliar a carga horária do Ensino Médio de quatro para sete horas diárias

Foi liberado pelo Ministério da Educação (MEC) uma verba de R$ 118 milhões para investimento nas escolas em tempo integral. Essa decisão já foi publicada no Diário Oficial da União e contempla 18 estados para implementar escolas que se encaixem ao modelo novo do Ensino Médio.

O recurso liberado pelo MEC faz parte da segunda parcela de incentivos previstos pelo programa, que começou a investir verbas para as instituições educacionais ainda em 2018, quando houve a nova Reforma do Ensino Médio, que destacava o aumento progressivo da carga horária das escolas, alcançando o modelo integral.

O projeto visa ampliar a carga horária do Ensino Médio de quatro para sete horas diárias. Na reforma, a meta é que dentro de um período de cinco anos as escolas já tenham carga de 1000 horas anuais, o que corresponde a cinco horas por dia. Já o planejamento final é chegar a 1.400 horas anuais, alcançando o regime integral cursando sete horas diárias.

Para esse investimento, o estado que recebeu maior número de recursos foi o Ceará, com cerca de R$ 19,5 milhões. Na sequência, vêm Pernambuco, com cerca de R$ 15,2 milhões; Goiás, com R$12, 9 milhões e Rio de Janeiro com uma verba de cerca de R$ 10,3 milhões.

Para quem não pode pagar o valor de uma mensalidade em escolas integrais, há opções como o Educa Mais Brasil. O programa oferece bolsas de estudo para várias modalidades de ensino e já beneficiou mais de 1 milhão de estudantes em todo o país. Acesse o site do programa e confira todas as oportunidades. Para escolas de ensino integral ou parcial os descontos podem chegar a 50% nas mensalidades.

(Agência Educa Mais Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO