Duas tentativas de homicídio em Timóteo

Divulgação


Ocorrência foi registrada no distrito de Cachoeira do Vale


Um jovem de 22 anos foi baleado no distrito de Cachoeira do Vale, em Timóteo, na madrugada deste domingo (17). O fato foi registrado na avenida Minas Gerais, 244, onde H.S.S.M.O foi alvo de disparos de arma de fogo, um deles atingindo a cabeça. O autor ainda não foi identificado.

Conforme a ocorrência, militares compareceram ao local onde, segundo relato das testemunhas, encontravam-se juntamente com a vítima no interior da residência, assistindo televisão, quando ouviram chamar a vítima pelo apelido. H.S dirigiu-se até a porta e foram ouvidos três disparos de arma de fogo, tendo a testemunha R.M.D gritado "matou meu filho", já com a vítima caída ao chão.

Ela disse ter ouvido o barulho de uma motocicleta saindo após os disparos, contudo, não viu a motocicleta e nem o autor dos disparos. Próximo ao local dos fatos há câmeras de monitoramento.

H.S foi socorrido por vizinhos até o Hospital Vital Brazil, constatando-se uma perfuração na cabeça causada por arma de fogo. A vítima permanece sob cuidados médicos.

Bairro Alegre
No sábado (16), na avenida Um, no bairro Alegre, E.O.J escapou da morte após vários disparos mascarem. A PM ainda está à procura do autor, M.J.S.S, que fugiu do local.

Conforme o boletim de ocorrência, militares compareceram no local onde, em contato com a vítima, constataram que por volta das 23h30 ele estava sentado em um sofá, dentro de um lote em frente à sua residência. Nesse momento viu o autor, que trajava calça vermelha e blusa preta, e posse de uma arma de fogo em uma das mãos, direcionou o objeto a ele e disse “perdeu".

O autor, com a arma apontada para a vítima, puxou o gatilho por diversas vezes, mas as munições mascaram e a vítima entrou em luta corporal com M.J.S.S que, com arma em mãos, continuou a puxar o gatilho ocorrendo um disparo. O projétil iniciou um trajeto na blusa próximo ao ombro direito da vítima, seguindo tangente ao tórax, tendo como resultado um ferimento corto-contundente, próximo à altura do peito, proveniente do contato do projetil com o tórax.

A vítima relata que chegou a derrubar o autor de um barranco, próximo onde ocorria a luta corporal e ambos rolaram. Após a queda, o autor fugiu sentido à avenida Um, com a arma de fogo em mãos.

A vítima foi socorrida para UPA do Bairro Olaria, onde foram dados pontos no ferimento e detectado que sofreu um trauma no olho esquerdo com perda de visão, possivelmente consequente do contato da pólvora do disparo. Demais exames irão informar a gravidade do trauma ocular e se é temporário ou não.

Foi realizado rastreamento na residência do autor, onde em contato com a irmã, G.S.S foi constatado que não se encontrava, não sabendo a irmã informar seu paradeiro. Segundo informações de G.S.S, terceiros levaram ao conhecimento do autor que a vítima iria matá-lo. Relata que há aproximadamente 7 meses o autor e vítima tiveram uma luta corporal, onde o o irmão invadiu as dependências do lote da vítima para acessar os fundos de outro lote. A vítima confirmou que teve esta luta corporal, porém, relatou que ocorreu há aproximadamente um ano.

A vítima também relatou que como são vizinhos, desde o ocorrido, sempre se encontram na rua, mas não se direcionam nenhuma palavra de um para o outro. Negou qualquer tipo de boato sobre matar o autor e crê que como é usuário de drogas, em um momento de surto o atentou contra sua vida.

Foi realizado rastreamento pelo bairro Alegre, mas o autor não foi localizado até o fechamento do boletim de ocorrência. O rastreamento segue em aberto nos turnos subsequentes.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Caveirao 19 de Novembro, 2019 | 10:14
Parece q o natal esta chegando mais cedo oara algumas pessoas

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO