Polícia procura homem suspeito de matar mulher nas Chácaras Madalena, em Ipatinga

Suspeito do crime foi identificado e está foragido desde o fato ocorrido no início da noite desta quinta-feira

Wellington Fred


Joicy Carla, de 32 anos, foi assassinada a tiros na cabeça
Atualizada às 09:35
Um caso de feminicídio é investigado em Ipatinga e o suspeito do crime é procurado pela polícia. O crime foi registrado pela Polícia Militar no início da noite de quinta-feira (14), na rua Quebra-pedra, no bairro Chácaras Madalena, em Ipatinga. A vítima é Joicy Carla das Dores, de 32 anos, assassinada com quatro tiros na cabeça, conforme apurações iniciais da perícia da Polícia Civil. O autor do crime foi identificado. Trata-se de um homem de 32 anos, que está foragido.

O Diário do Aço esteve no local do crime e conversou com o sargento Sales, da Polícia Militar. A vítima, segundo o PM, seria moradora do bairro Limoeiro e foi até a casa de Cleone Luiz Modesto, de 32 anos, para conversar. Assim que ela chegou, aconteceu o crime e o suspeito fugiu do local.

Uma equipe do SAMU chegou a ser acionada, mas a vítima já estava morta. O perito Gilmar Miranda realizou os trabalhos periciais e constatou pelo menos quatro perfurações, possivelmente de entrada e saída na cabeça de Joicy. O corpo foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ipatinga para ser necropsiado.

As informações apuradas pela reportagem do Diário do Aço indicam que a motivação pode estar ligada a um envolvimento amoroso da vítima com o suspeito. O caso está em apuração pela polícia que realiza buscas para prender o homem que está foragido. Qualquer informação do paradeiro do suspeito, Cleone Luiz Modesto, pode ser repassada via telefone do Disque Denúncia Unificado (DDU) 181 ou 190, sem precisar se identificar.
Álbum pessoal


Cleone Luiz Modesto é procurado como suspeito da morte de Joicy Carla das Dores

Irmão
Joicy Carla foi assassinada exatamente no dia em que o irmão dela, Allan Roger, perdeu a vida em uma explosão na usina siderúrgica da Gerdau, em Ouro Branco, em 15/11/2016.

O irmão dela, Allan Roger Prado, de 23 anos, e o primo deles, Os primos, Douglas Eduardo Neto, de 24 anos, funcionários da Convaço, faziam manutenção na torre de combustão dos gasômetros, quando houve a explosão e ambos foram a óbito no local.

Homem é morto a pauladas, no bairro Recanto Verde, em Timóteo

Outro homicídio ocorreu na madrugada dessa sexta-feira (15) e foi registrado no bairro Recanto Verde, em Timóteo, onde foi assassinado Carlos Vinícius Cândido de Araújo Borges, de 33 anos.

A Polícia Militar foi informada por testemunhas que três indivíduos estariam agredindo um homem em frente à quadra de esportes. Após as agressões, informaram populares, os homens fugiram sentido à rua Tambu. Uma equipe da PM foi deslocada para o local e encontrou Carlos Vinícius jogado às margens de um córrego. Foi acionado o Corpo de Bombeiros Militar, que compareceu ao local e constatou o óbito.

Após os trabalhos da perícia da Polícia Civil, o corpo foi removido para o Instituto Médico-Legal. O Diário do Aço apurou que os levantamentos iniciais indicam que a vítima morreu em decorrência de ferimentos sofridos com pauladas e pedradas na cabeça e no rosto. Os primeiros levantamentos apontam para um suspeito, de 28 anos, que é procurado.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Poliany 20 de Novembro, 2019 | 06:40
Infelizmente esse é o fim de quem se envolve com bandidagem. De que adianta ter emprego, carteira assinada, se não tem caráter não vale nada. É bandido sim!
Luci 17 de Novembro, 2019 | 15:40
Gente, o que intriga é colocar foto, nome e sobrenome da vítima, enquanto a do procurado colocam apenas iniciais e ainda pedem para quem tiver notícias informar a polícia.
Como vamos denunciar se não há foto ou nome do acusado???
Cidadão 17 de Novembro, 2019 | 02:05
E aí Jota Be, até me admira vc falar isso, porque o FB do cara parece mais de bandido do que trabalhador. Pena ela não ter julgado esse livro pela capa. Estaria viva ainda. E quem quiser saber o nome do cara, e só dar um google no nome da moça.
Otariano 16 de Novembro, 2019 | 05:39
Será que esse Jota Be nao é o Cl Lu ?, por que para defender uma gosma dessas , se tava trabalhando deve que tava afastado , so ve pra rua afora ...
Paulo 16 de Novembro, 2019 | 00:57
O povo que defende assassino, pode ser quem for, pode ter milhões, pode ser boa pessoa, se matou é bandido, isso o acusado tem que mostrar o contrário no tribunal.
Jota Be 15 de Novembro, 2019 | 14:47
Envolver com bandido? Você conhece o cara? Acorda rapaz, para de falar de quem você não conhece. Ele é trabalhador, nunca teve uma passagem na PM, nunca cometeu um crime, carteira assinada na USIMINAS e morador do bairro há anos. Aí vem um zé ninguém e fala que o cara é bandido...
Edmilson Silveira 15 de Novembro, 2019 | 09:26
Mais uma que se envolveu com o cara errado! Falta de amor próprio. Virou mulher de bandido e pagou com a vida.
Lucilene 15 de Novembro, 2019 | 00:17
Põe o nome dele aí
Euuu 14 de Novembro, 2019 | 23:08
Se o cara esta sendo procurado,porque prrservar a indentidade dele?Divulgando a indentidade do meliante nao seria preservar a sociedade?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO