Com órtese e bengala, paratleta completa percurso de 21km

Patrícia é educadora e sofreu um aneurisma hemorrágico dentro da sala de aula enquanto lecionava Filosofia, em 2009, o que restringiu seus movimentos

Wôlmer Ezequiel


Patrícia Mara Santos finalizou o Circuito Unimed Vale do Aço em três horas, 42 minutos e 37 segundos

A paratleta Patrícia Mara Santos, de 34 anos, foi um exemplo de superação no último domingo, durante o Circuito Unimed Vale do Aço de Corrida de Rua, realizado no Amaro Lanari, em Coronel Fabriciano. Patrícia percorreu os 21km do circuito em três horas, 42 minutos e 37 segundos usando uma órtese na perna esquerda e uma bengala como apoios.

Patrícia é educadora e sofreu um aneurisma hemorrágico dentro da sala de aula enquanto lecionava Filosofia, em 2009, o que restringiu seus movimentos. “Decidi sair da cadeira de rodas e encontrei na corrida um esporte de superação pra minha vida”, contou ela, após correr sua quarta meia maratona.

Ao cruzar a linha de chegada, Patrícia foi muito aplaudida por centenas de atletas que participavam da competição. Ao longo do percurso, ela contou com apoio de colegas atletas e da polícia militar, que acompanhou Patrícia até o fim da corrida.

Moradora de Bela Vista de Minas, Patrícia disse o porquê não escolhe provas de 5km ou 10km. “Não compensaria sair da minha cidade para correr menos de 21km. Eu tinha essa meta de correr os 21km e por isso treinei muito para essa meia maratona”, contou a paratleta, que tem como meta fazer uma maratona de 42km no próximo ano.

“Não decidi onde irei participar dessa maratona, mas pretendo fazer em 2020, onde a organização do evento não pressione com o meu tempo de chegada por causa do horário de encerramento da prova”, explicou. “Tenho a preocupação de fazer as provas o mais breve para a liberação do trânsito, já que gasto mais tempo para cruzar a linha de chegada”.

Ao fim da corrida, Patrícia agradeceu o apoio que teve para realização da prova. “Agradeço os organizadores da prova e também a Mari Ultra, que veio encontrar comigo no final do percurso dessa meia maratona”, disse a atleta, deixando um recado: “A limitação está na mente, foque nos teus sonhos e siga em frente”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Paratleta Pc 14 de Novembro, 2019 | 01:12
Eu tbm sou paratleta e tbm participei dessa corrida mais eu fiz 5km. Tive a oportunidade de correr só lado dela

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO