Colisão de ônibus com carro no bairro Cariru deixa um ferido, em Ipatinga

Acidente de trânsito ocorreu na manhã desta terça-feira em um cruzamento da avenida Japão com a rua México

A Polícia Militar atendeu na manhã desta terça-feira (12) uma ocorrência de acidente de trânsito na avenida Japão, no bairro Cariru, em Ipatinga. O motorista de um dos veículos envolvidos se feriu ao ter seu carro, um Chevrolet Agile, ser atingindo na lateral por um ônibus da Autotrans no cruzamento da avenida com a rua México.

O motorista do ônibus, Alexsander Cunha, de 43 anos, relatou aos policiais que trafegava pela avenida Japão momento que surgiu à sua frente o Agila de Robertinho Soares da Cruz, de 47 anos. O condutor do coletivo alega que não teve como evitar a colisão com a lateral do automóvel, que segundo ele, não obedeceu a ordem de parada.

Robertinho não soube explicar o quê teria ocorrido. Ele disse que só se lembra estar atravessando a avenida no momento que foi colidido com o ônibus. O motorista do carro contou que não sabe se parou ou não na sinalização de parada obrigatória na rua México. Ele foi encaminhado pelo Samu ao Hospital Márcio Cunha reclamando de dores no peito e na coluna.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Sf 15 de Novembro, 2019 | 12:51
Vejo gente dizendo aqui que a preferência é do ônibus porque este vinha pela avenida... Isso não tem amparo no CTB. O condutor da Av. Japão tinha preferência simplesmente porque havia sinalização horizontal de parada obrigatória para o condutor da R. México. Se não houvesse sinalização nesse cruzamento, queiram acreditar ou não, a preferência seria de quem vem pela R. México, pelo fato de que está à direita de quem trafega pela Av. Japão sentido Centro (isto é, a direção seguida pelo ônibus). Está aí a clareza da lei:

"Art. 29. III - quando veículos, transitando por fluxos que se cruzem, se aproximarem de local não sinalizado, terá preferência de passagem:
a) no caso de apenas um fluxo ser proveniente de rodovia, aquele que estiver circulando por ela;
b) no caso de rotatória, aquele que estiver circulando por ela;
c) nos demais casos, o que vier pela direita do condutor;"
Cabra Arretado 13 de Novembro, 2019 | 23:52
Evelyn, não é só de placas que o código de trânsito consegue existir.
Há outras regras.
Exemplo: cruzamento de uma avenida com uma rua. Tem prioridade quem está na avenida. No caso em questão a Av. Japão tem preferência sobre quem está na rua México.
Argumentar que a pessoa estava passando pela primeira vez pelo local, diante do homem da capa preta, não vai refrescar em nada pois, com sorte ele pode enviar o "motorista" pra reciclagem por ser neófito nas leis de trânsito.
Onde sobra abuso falta respeito. Se houvesse respeito, nada teria acontecido.
Wsg 13 de Novembro, 2019 | 21:07
Nao precisa ter faculdade pra saber que o motorista que esta na avenida tem preferência,sendo ele de ÔNIBUS,CAMINHÃO,TRATOR,CARROÇA ETC...
Mr Bumpy 13 de Novembro, 2019 | 12:26
Acho engraçado pessoal criticar os motoristas de onibus. Sempre vejo motoristas de onibus tentando voltar para a via dando seta e NINGUÉM deixa a preferência. Todo mundo que a rua só pra ele. Não sabem dirigir em harmônia.
Se está faixa da direita e tem alguém na frente vai pra faixa da esquerda MESMO TENDO CARRO LENTO LÁ e depois volta pra direita e fica nesse samba, direita esquerda igual a um retardado!!
Esses caras só enxergam o próprio rabo.
Palhaço 13 de Novembro, 2019 | 08:55
Motorista de ônibus e caminhão tem uma programação na mente: MEU VEICULO E GRANDE, ENTÃO SE LASQUE, EU ENTRO NA FRENTE MESMO.
Evellyn 12 de Novembro, 2019 | 23:01
Eu acho que vocês não deveriam comentar nada sem saber ao certo. Como FILHA do acidentado, foi alegado que foi um período de shock pra ele mesmo, era a primeira vez que ele passava pelo local, e quando fui ao local não tinha nenhuma placa de pare e até mesmo no chão estava apagado. Então antes de sair comentando as coisas procure se informar melhor.
Letícia 12 de Novembro, 2019 | 21:40
A preferência é de quem vem pela avenida Japão ent, no meu ponto de vista, foi descuido dos dois motoristas?
Marco 12 de Novembro, 2019 | 21:29
E tem muito gente q tem q aprender a começar a respeitar as placa ,semáforo. Ipatinga está com muito motorista ruim de roda , não sabe sinalizar, ficam no celular o tempo todo , faz fila dupla nas porta das escolas , com certeza este cara do Agile não respeito o pare ou tava cego pra não ver um onibus
Cabra Arretado 12 de Novembro, 2019 | 19:34
Além da placa decorativa de parada obrigatória na Rua México para cruzar a Av Japão. Há no chão em letras garrafais PARE.
Vitor 12 de Novembro, 2019 | 16:14
Esses motoristas de ônibus sempre se acham na razão no trânsito dentro da cidade, saem entrando na frente dos carros, arrancam sem olhar no retrovisor, piscam farol e buzinam por qualquer motivo, se acham o rei do pedaço, deveria ter mais educação no trânsito!!!!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO