Adolescente vendia droga com maquininha de cartão, em Timóteo

Infrator estaria envolvido com um traficante da cidade, que não foi localizado até o momento pela PM

Divulgação Polícia Militar


Além das porções de maconha, pensando mais de um quilo, uma máquina de leitura de cartões bancários e de crédito

Vai ser no débito ou no crédito? A situação comum no comércio chegou também ao tráfico de entorpecentes, fato que ficou comprovado com a apreensão de um adolescente de 16 anos, na rua Ouro Branco, proximidades da fazenda Boa Vista, em Timóteo. Além do equipamento usado para receber pagamentos pela venda de drogas, os policiais encontraram cerca de um quilo de maconha durante as buscas na casa do infrator.

A informação indicava que o adolescente e um irmão dele estariam traficando na região conhecida como “Grota do Zé Capeta” em apoio à V.S.X., de 25 anos. Os PMs desencadearam uma operação, na quinta-feira (7), para localizar os suspeitos e conseguiu abordar o menor infrator. Ele tentou evitar a abordagem, mas sem sucesso. Em seu poder estavam três buchas de maconha prontas para a venda.

Os militares foram até a casa do adolescente e depois da autorização do avô dele foram realizadas buscas no imóvel, quando foi encontrada uma máquina de leitura de cartões de crédito e de débito, equipamento diferente dos comuns encontrados em lojas. Além de receber dados de cartões, tem um sistema operacional Android e funciona como um celular smartphone, inclusive, tinha o aplicativo WhatsApp.

Com o apoio do cão Zairon da Rondas Ostensivas com Cães Adestrados (Rocca), os militares fizeram buscas em um matagal atrás da casa do adolescente e de V.S., que mora nas proximidades. O animal localizou uma barra de maconha pesando cerca de um quilo e mais quatro porções menores da mesma droga.

Carro clonado

Os PMs tentaram localizar o irmão do menor infrator, L.O.C., de 20 anos, e também V.S., mas os dois não foram encontrados. Neste trabalho de busca foi apreendido o Fiat Palio, placas HOG-4428, veículo clonado que estava em poder de V.S. e foi localizado estacionado na rua Nilo Peçanha, no bairro São José.

V.S. já chegou ser abordado pela PM na direção deste carro, mas não havia denúncia anterior sobre qualquer problema com o veículo. No início da noite de quinta-feira, entretanto, uma informação anônima revelou que o automóvel era furtado e estava com placa clonada de outro modelo idêntico.

Na verificação do número de chassi policiais concluíram que a placa usada era de um veículo idêntico. O carro foi furtado no dia 24 de setembro, em Igarapé, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e usava uma placa fria, de um veículo legalizado em Timóteo. Os policias removeram o automóvel ao pátio credenciado pelo Detran e as buscas continuam para a prisão de V.C. por suspeita de envolvimento com os crimes em Timóteo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Comédia 08 de Novembro, 2019 | 21:40
No Vale do Aço parece que bandido virou profissão! Eles tem ponto de venda e distribuição, mão de obra especializada, pois conhecem os produtos pelo cheiro, recebem acessoria de advogados, fornecedor aos montes, a margem de lucro é muito alta, são grandes empreededores!!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO