Prestações pecuniárias humanizam pena em Ipatinga

Conselho da Comunidade local reformou espaço em estabelecimento prisional

Renata Caldeira/TJMG


Destinação de verbas pelo Judiciário local permitiu reforma em carceragem

Em meados de outubro, o Conselho da Comunidade da Comarca de Ipatinga (CCCI) apresentou sua prestação de contas referente aos projetos realizados com recursos oriundos das penas pecuniárias – pagamento em dinheiro imposto como penalidade a pessoas que cometeram delitos de menor gravidade. Foram investidos cerca de R$ 180 mil.

Entre as melhorias viabilizadas está a construção da carceragem feminina do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Ipatinga, concluída e inaugurada em 7 de outubro de 2016. O custo total do empreendimento foi de R$ 179.996,40, dos quais R$ 173.251,77 vieram do Poder Judiciário.

(TJMG)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO