Atlético vence o Goiás e respira no Brasileiro

Garotos da base marcaram os gols que garantiram a vitória alvinegra no Mineirão

Bruno Cantini


Marquinhos abriu o placar para o Galo

O Galo venceu o Goiás por 2 a 0, nesta quarta-feira, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Formados nas categorias de base do Atlético, Marquinhos e Bruninho foram os artilheiros da noite no Mineirão.

Na próxima rodada, domingo, o adversário será o Cruzeiro, às 16h, também no Mineirão.

O Atlético impôs um ritmo forte desde o início e foi ao ataque pela primeira vez com Patric, na grande área pela direita, e o goleiro Tadeu saiu do gol para acabar com a jogada.

Aos oito minutos, Luan recebeu passe de Elias na grande área e finalizou por cima do gol. Em seguida, após jogada de Luan pela direita, Cazares tentou de bicicleta e Tadeu fez a defesa. Na continuação do lance, Di Santo escorou e Luan concluiu para nova defesa de Tadeu.

A torcida cantava alto e o Galo dominava as ações. Aos 12 minutos, Di Santo recebeu lançamento de Elias e chutou para nova defesa de Tadeu. A essa altura, o goleiro do Goiás já se destacava na partida.

Em jogada individual, aos 16, Di Santo carregou a bola pelo meio, chutou colocado e bola saiu rente à trave. A pressão alvinegra continuou e Otero exigiu outra boa intervenção de Tadeu, em arremate aos 18 Minutos.

No ataque seguinte, Luan cruzou pela esquerda, Fábio Santos cabeceou e o goleiro goiano fez a defesa.

Aos 25, Otero recebeu a bola na área e foi travado ao tentar a conclusão. Logo depois, o venezuelano cobrou falta de longa distância e Tadeu fez mais uma boa defesa.

Cazares quase marcou aos 29 minutos, quando recebeu a bola na grande área pela esquerda, cortou para o meio e chutou com perigo, na rede pelo lado de fora. A Massa dava show na arquibancada e, até os 30 minutos de jogo, foram 13 finalizações do Galo e nenhuma do Goiás.

Di Santo sofreu falta pela direita, aos 36, Cazares levantou a bola na área e a defesa esmeraldina fez a interceptação. Aos 41, Fábio Santos invadiu a área pela esquerda e pediu pênalti após contato do defensor goiano, mas a arbitragem não entendeu como lance faltoso. Apesar do domínio total do Galo e da enorme pressão, a primeira etapa terminou sem gols.

O Atlético voltou para o SEGUNDO TEMPO com Marquinhos no lugar de Elias. Aos oito minutos, Marquinhos recebeu passe de Cazares próximo à grande área, girou e chutou cruzado no canto direito do goleiro para incendiar o Mineirão: Galo 1 x 0. Aos 16, Cazares foi substituído por Bruninho.

Marquinhos quase fez o segundo em chute da entrada da área, aos 22, mas Tadeu fez a defesa. No rebote, Otero finalizou e o goleiro do Goiás fez outra grande intervenção.

Em nova oportunidade atleticana, Otero cobrou falta na área e Fábio Santos desviou para fora. Até esse momento, o Galo havia finalizado 22 vezes contra apenas três do adversário.

Cleiton apareceu bem aos 26 minutos, quando se esticou todo para defender bola desviada após cruzamento de Michael pela direita do ataque esmeraldino.

Marquinhos cruzou pela direita, aos 34 minutos, e a defesa goiana afastou o perigo. No minuto seguinte, Bruninho recebeu passe de Patric na área, concluiu e a bola desviou no zagueiro, saindo pela linha de fundo.

Marquinhos pegou a sobra de bola na entrada da área, aos 36, e chutou por cima do gol. Três minutos mais tarde, Otero cobrou falta na área e a zaga do Goiás fez o corte pelo alto. Aos 43, Otero deixou o campo para a entrada de Terans.

Aos 47, Cleiton fez ótima defesa, no ângulo, em arremate de Kaio. Aos 49, Cleiton fez longo lançamento, Bruninho ganhou a jogada na área e chutou forte para ampliar a vantagem do Atlético e dar números finais ao jogo.


Atlético
Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello, Fábio Santos, Zé Welison, Elias (Marquinhos), Cazares (Bruninho), Otero (Terans), Luan e Di Santo.
Técnico: Vagner Mancini.

Goiás
Tadeu; Yago Rocha (Breno), Lucão, Rafael Vaz, Jefferson, Gilberto (Kaio), Léo Sena, Thalles, Michael, Rafael Moura e Leandro Barcia.
Técnico: Ney Franco.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO