De novo, celulares adiantam uma hora mesmo sem horário de verão


Usuários de celulares tiveram a surpresa ao acordar: relógios dos celulares estavam adiantados em uma hora, mesmo sem o horário de verão em 2019

Pela segunda vez consecutiva, nesse fim de semana, o relógio de alguns telefones celulares adiantou em uma hora nesse fim de semana, mesmo sem a adoção em 2019 do horário brasileiro de verão.

Estudantes que farão a prova do Exame Nacional de Ensino médio devem ficar atentos nesse domingo e conferir a hora do celular com algum relógio analógico ou de aparelho que não esteja conectado em redes de computador.

Esse ano não haverá horário de verão porque um decreto do presidente Jair Bolsonaro, em abril deste ano, extinguiu a medida.

Ocorre que usuários do sistema Android, nos celulares, detectaram que na madrugada de sábado (2) e nesse domingo (3), o relógio de seus celulares adiantaram uma hora automaticamente.

Qual a causa desse problema, que já havia ocorrido no dia 20 de outubro passado? Segundo comunicado do Google, o problema decorre do fato de alguns celulares terem sido fabricados com a programação automática do horário de verão. “Para o sistema de alguns aparelhos é como se o horário de verão ainda estivesse valendo", conclui o comunicado.

Ontem, conforme constatou a reportagem do Diário do Aço, a operadora de telefonia utilizada pelo jornal executou a correção da hora logo no começo da manhã.

Ao iniciar os trabalhos, às 6h, o telefone marcava 7h. Meia hora depois a hora foi automaticamente corrigida. Hoje, os aparelhos usados pela redação estavam com hora normal, de Brasília. Entretanto, algumas pessoas detectaram ainda hoje o mesmo problema de ontem em seus aparelhos.

Economia

O horário de verão foi adotado por duas décadas no Brasil, com o objetivo de economizar energia elétrica e aproveitamento maior do período de luz solar durante os meses mais quentes do ano, quando os dias também são mais longos.

A medida foi adotada no Brasil pela primeira vez em 1931 e implementada em caráter permanente a partir de 2008. Seu começo se daria no primeiro domingo do mês de novembro de cada ano, até o primeiro domingo do mês de fevereiro do ano seguinte, nos estados do Sul, Sudeste e Centro Oeste.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Cidadão Indignado 07 de Novembro, 2019 | 13:08
Que bom que essa porcaria parou de funcionar, além todos os anos esquecer de adiantar e atrasar o relógio, foi provado que não se economizava nada, ao contrário, pois tínhamos que ligar a luz de manhã cedo ao acordar, e pra quem não se lembra esta é a época em que a energia fica mais cara, famosa Bandeira Vermelha!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO