Homem de 33 anos é executado em Coronel Fabriciano

Wellington Fred + reprodução


Caio Cesar tinha 33 anos

Um homicídio foi registrado na tarde desse sábado (2), na avenida Vitória Régia, bairro Recanto Verde, em Coronel Fabriciano.

Caio César de Oliveira Amorim, o Loro, de 33 anos, foi morto com vários disparos de pistola semiautomática na cabeça. Caio morava nas proximidades do local onde foi assassinado.

A reportagem do Diário do Aço apurou, no local do crime, o relato de testemunhas, segundo as quais, quatro pessoas estavam em um carro modelo hatch, que pode ser um palio ou um gol, de cor prata.

Os tiros começaram a ser efetuados ainda de dentro do carro. Assim que a vítima caiu, um dos atiradores desceu do veículo, foi até o corpo e efetuou mais tiros, principalmente na cabeça de Caio Cesar.

Em seguida os autores do crime foram embora sem serem identificados. A perícia da Polícia Civil recolheu na cena do crime diversas cápsulas vazias da munição usada para matar a vítima. A motivação do crime ainda está em apuração pela polícia.

Sem se importar com a dor alheia

Na cena do crime, uma cena triste. Familiares de Caio, que moram nas proximidades correram para o local onde o corpo estava e choravam desesperadas. Algumas pessoas não se comoveram com a situação e foram tirar fotos dos ferimentos de bala no corpo, mesmo diante dos apelos feitos pelos familiares, aos prantos, as fotos foram feitas e disseminadas nos grupos de WhatsApp.

Wellington Fred

Testemunhas disseram que quatro homens participaram do assassinato e saíram de um carro estacionado nas proximidades
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jubiscleiton 06 de Novembro, 2019 | 08:56
Pode ter certeza que nosso nível educação cairá ainda mais e coisas assim serão cada vez mais comuns. Nosso país não tem mais solução.
Palhaço 04 de Novembro, 2019 | 11:13
Com certeza quem tirou as fotos, a família conhece. Esta pratica e crime art.22 do Código Penal (se não estou enganado) mete na justiça, por que Brasileiro só aprende se mexer no bolso.
Sabonete 04 de Novembro, 2019 | 09:06
AS PESSOAS PERDERAM O RESPEITO EM TUDO....NÃO RESPEITAM QUEM ESTÁ VIVO....IMAGINA SE VAI RESPEITAR QUEM MORREU..!!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO