Câmara debate regularização fundiária urbana e gestão territorial municipal

Sobre o tema da Regularização, os profissionais que ministram a palestra irão debater com os presentes a Lei 13.465 de 2017, que trata da Regularização Fundiária

A Escola do Legislativo da Câmara de Ipatinga promove na próxima quinta-feira (7), às 13h30, uma discussão sobre o uso estratégico e sustentável do espaço geográfico com foco no bem-estar social e no progresso organizado da cidade.

Com base no diálogo sobre a regularização fundiária urbana e gestão territorial municipal, o advogado especialista em gestão ambiental, imobiliário e urbanístico, Charles Castro e o ex-secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Alceu Marques, intencionam contribuir com estudantes, servidores públicos municipais, vereadores e comunidade em geral sobre a importância de se promover uma boa gestão territorial, e explicar quais são as ferramentas disponíveis para que se consiga isso.

“As cidades são organismos em constante crescimento. Por isso mesmo, que a Lei do Plano Diretor determina sua constante revisão, à medida que novas mudanças vão sendo propostas no espaço urbano. O planejamento territorial decorre de uma inteligência territorial que é muito importante na organização do espaço público, haja vista que é por meio dele que as cidades promovem atualizações de suas bases de cadastro, e que podem, até mesmo, adotar práticas que promovam a regularização de imóveis daqueles que não têm suas certidões”, explicou Charles.

Sobre o tema da Regularização, os profissionais que ministram a palestra irão debater com os presentes a Lei 13.465 de 2017, que trata da Regularização Fundiária. Haverá ainda, debates sobre os procedimentos de regularização de núcleos urbanos informais.

Para se inscrever para o evento o interessado deve acessar www.sympla.com.br
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO