PRF passa a usar Dodge Challenger apreendido em ação contra o tráfico

Carro foi cedido pela Justiça Federal e ficará em Foz do Iguaçu (PR)

Divulgação/PRF


PRF usará viatura Dodge Challenger nas ações policiais

A partir da próxima semana, a Polícia Rodoviária Federal passa a usar como viatura o carro Dodge Challenger RT, apreendido em uma operação contra o tráfico internacional de drogas em abril de 2017 no Paraná.

Cedido à PRF pela Justiça Federal de Umuarama (PR), o carro, que foi caracterizado em Curitiba, será utilizado em Foz do Iguaçu, na região da fronteira com o Paraguai. Como se trata de uma destinação provisória, já que ainda não existe trânsito em julgado da sentença que decretou o perdimento do bem, o carro será utilizado prioritariamente em ações educativas da polícia.

Com 372 cavalos-vapor de potência, o veículo foi fabricado em 2010, nos Estados Unidos. O valor estimado ultrapassa os R$ 245 mil. O carro estava guardado há mais de dois anos em um pátio de Cascavel. “A utilização do veículo pela autoridade policial certamente será promovida de modo a manter sua conservação, evitando-se a precoce deterioração em virtude da ociosidade e da sujeição dos bens às intempéries e outros desgastes derivados de sua estagnação em depósito”, diz trecho da decisão do juiz José Carlos Fabri, da 1ª Vara Federal de Umuarama.

O confisco de bens apreendidos em decorrência do tráfico drogas afins é estabelecido no artigo 243 da Constituição Federal.

* Com informações da Polícia Rodoviária Federal

(Agência Brasil)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Leoncio Simoes 04 de Novembro, 2019 | 19:51
Desperdicio deveria ser vendido,i doar o dinheiro a alguma instituicao de caridade.
A policia nao precisa de um carro deste.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO