Goleiro Bruno rescinde com o Poços de Caldas

Ainda conforme a advogada, há clubes do Nordeste, Rio de Janeiro e Goiás interessados no goleiro

Divulgação TJMG


Presidente do clube afirmou que a Justiça não libera o atleta para treinamentos

Bruno Fernandes, condenado por homicídio triplamente qualificado, teve seu contrato rescindido com o Poços de Caldas. A informação divulgada pela Folha de São Paulo foi confirmada pelo presidente do clube. O goleiro atuou em apenas um jogo com o time e tinha contrato até janeiro de 2020. Ele cumpre pena de 20 anos e nove meses pelo assassinato de Eliza Samudio, ocorrido em 2010, e atualmente cumpre regime semiaberto.

Segundo o presidente do clube mineiro, Paulo César da Silva, a rescisão foi consensual. “A gente não consegue contar com o atleta. Em 60 dias de contrato, ele jogou 45 minutos, a Justiça não libera para ele treinar. É uma coisa que se torna difícil para o clube, você manter um salário alto de um jogador do nível dele para não usar”, afirmou.

Embora o presidente fale em consenso, a advogada de Bruno, Mariana Migliorini, criticou o Poços de Caldas. "Não era passado à defesa do Bruno as datas corretas de jogo. O presidente não tem [departamento] jurídico. Ele pensou que se fizesse um 'ofício' o Bruno seria liberado. Há que se fazer uma petição, e só a defesa pode fazê-lo", afirmou.

Segundo o dirigente, a Justiça negou pedidos da defesa de Bruno para que ele pudesse treinar em Poços de Caldas e jogar com o time em cidades vizinhas.

Ainda conforme a advogada, há clubes do Nordeste, Rio de Janeiro e Goiás interessados no goleiro.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO