Acidente na madrugada deixa três feridos no bairro Cidade Nobre


Um violento acidente de trânsito deixou dois carros parcialmente destruídos e três pessoas com ferimentos, uma delas em estado grave, a rede elétrica danificada e partes dos bairros, Cidade Nobre e Esperança às escuras.

O acidente, que pode ter sido provocado por uma ultrapassagem pela direita, por um condutor com sintomas de embriaguez, aconteceu por volta de 0h dessa segunda-feira, na avenida Simon Bolívar, Cidade Nobre, conforme apurou o Diário do Aço junto a testemunhas.

Com o impacto, uma jovem que era passageira de um dos carros foi projetada para fora do veículo, foi resgatada com vida e encaminhada para o hospital Márcio Cunha, com suspeita de fratura no crânio.

O motorista Ícaro Alves Lopes, de 30 anos, foi abordado ainda no local do acidente, por policiais militares, mas demonstrando sinais de embriaguez, evitou dar informações para a polícia e tentou sair do local, quando foi detido e colocado em uma viatura. Ele negou-se a fazer o teste do bafômetro.

Em seguida passou a reclamar de dores no corpo. Com isso, o motorista, que é médico, foi encaminhado por uma equipe do SAMU para o hospital Márcio Cunha, assim como a jovem C.M.N., de 26 anos, encontrada caída no asfalto, inconsciente. Policiais militares acompanharam a transferência do condutor para o hospital.

A jovem encontrada caída no asfalto era passageira de uma Range Rover Evoque, conduzida por Ícaro Alves. Ela levada em estado grave para o hospital. Outro passageiro do carro, J.W.M.F, de 20 anos, irmão de C.N.M., também apresentava sintomas de embriaguez e informou que, na companhia de B.S.A., de 22 anos, estava no banco de trás do Evoque conduzido por Ícaro.

O jovem confirmou que todos estavam em uma festa no bairro Cariru e que ingeriram bebida alcoólica. Ele disse que também foi lançado para fora do veículo, mas teve apenas escoriações no rosto e recebeu atendimento médico do SAMU. Já a jovem B.S. disse que saiu sem ferimentos. Uma advogada esteve no local e acompanhou o andamento da ocorrência policial.

Outra testemunha do acidente é o motorista de um Fiat Punto. E.V.F., de 37 anos. Ele informou que dirigia seu veículo pela avenida Simon Bolívar, sentido ao bairro Esperança, quando sinalizou para convergir à direita na rua Cândido Portinari.

Nesse momento, relata o condutor, um Range Rover Evoque fez uma ultrapassagem pela direita e atingiu ou lado direito dianteiro do Punto. Em seguida o poste da rede elétrica foi atingido por um dos carros e iniciou-se um curto na rede de energia.

Por causa de vários cabos de energia partidos e caídos no solo, a rede elétrica teve que ser interrompida, para evitar acidentes. Até o começo da manhã dessa segunda-feira algumas ruas dos bairros Cidade Nobre e Esperança permaneciam sem energia elétrica.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Eurico 30 de Outubro, 2019 | 22:28
Eita LêLê kd os bafômetro
Roger 30 de Outubro, 2019 | 11:09
TENHO MEDO DE ANDAR DE CARRO ATE MESMO DENTRO DA CIDADE, PORQUE NAS BR,S JA ESTOU COM TRAUMA DE TANTO ACIDENTES.GRACAS ADEUS NAO TIVE ACIDENTES E TENHO CERTEZA QUE VOU SER PRUDENTE A VIDA TODA PESSO A DEUS TODO OS DIAS.
FICO MUITO MUITO INDIGNADO QUANDO VOU DIRIGIR A IMPACIENCIA DOS MOTORISTAS SAO TANTAS, QUANDO VC ESTA ATRAZ DE ALGUEM TEM SEMPRE UM IMPACIENTE ATRAZ DE VC E PASSA AI NAO TEM COMO ELE SEGUIR AI ELE FICA NA SUA FRENTE.
ESTE IRRESPONSAVEL NAO TEM PACIENCIA NO TRANSITO NAO ESPERA O MOMENTO CERTO DE PASSAR E SEGUIR EM FRENTE. FICA NO MEIO DOS CARROS TAMBEM.
A VELOCIDAE E 80 KM NAS BR,S DENTRO DA CIDADE E REDUZIDA AI VC CHEGA NO DESTINO.
PARA MUITOS ACABOU A PACIENCIA E NAO TEM CONTROLE DO ALCOOL ACHA QUE QUE CARRO E LUXO JA FOI. OS PRIMEIROS CARROS QUEM TEVE FOI MINHA FAMILIA ANOS 1970 AI SIM ERA LUXO POUCOS TINHAM. PRA QUE EXIBIR OS CARROS DE HOJE PRA ISSO ACIFENTES.
Alex 29 de Outubro, 2019 | 12:52
Esses Ipatinguenses são muito roda duras e tem habilitação comprada, dirigindo perigosamente. Acham que as vias do vale do aço são pistas de corrida e gostam de dar uma de piloto. PQP, vivem provocando acidentes graves e colocam a culpa em motoristas de outras cidades.
Ipatinga 29 de Outubro, 2019 | 11:49
Primeiro, não estamos falando sobre bondade das pessoas, pois como você salva vidas e mata outras.
Segundo, antes de tirar CNH você estuda legislação onde fala que não pode dirigir alcoolizado e tem que respeitar as normas da via.
Terceiro, tudo indica que ele estava em alta velocidade pelo impacto do acidente.
Infelizmente não tem como defender este cidadão mesmo ele fazendo muitas coisas boas.
Pessoas machucaram, ficamos sem luz, por conta de uma falta de responsabilidade.
Lembrando que hoje tem aplicativos de transporte...
Pensador 29 de Outubro, 2019 | 11:09
respondendo ao primeiro comentário que defende. A av. Simon bolívar é pista simples então não tem essa de dar preferencia pra quem vem na esquerda.
Cidadão Indignado 29 de Outubro, 2019 | 10:47
Gente, além de cidadãos muitos de nós também dirigem, e pra começar, NÃO estou defendendo Ninguém, Nem conheço nenhum dos envolvidos.
Quem aqui já não passou raiva dirigindo à noite, ou mesmo de dia, enquanto você precisa andar mais rápido e têm um cidadão a sua frente fazendo hora(geralmente com placa de Timóteo), você pisca farol, dá seta e buzina mas o "motorista" não sede a via e fica trancando todo o tráfego? Não posso afirmar que foi isso que aconteceu, mas quem garante que este motorista realmente deu a seta para entrar, já que estava sozinho no carro?
A legislação é simples, quando for pedida a passagem da via mediante seta à esquerda(ou sinal de ultrapassagem), dê caminho. Quem vai parar ou punir quem está acima da velocidade permitida é a Polícia ou órgão de trânsito e não o cidadão.
Mas venhamos e convenhamos, no tempo da internet integrada e aplicativos de transporte em telefones móveis ainda existem jovens(e adultos também) que fazem o uso de bebidas alcoólicas e dirigem, desconhecem a função e obrigatoriedade do cinto de segurança, seta, farol e buzina e guiam seus automóveis como se fossem tirar o pai da forca, isso também não pode!
Ainda bem que nenhum inocente foi pego desprevenido em cima de uma calçada ou ponto de ônibus.
Meus cumprimentos aos policiais que reteram o motorista, por mais que ele seja uma pessoa boa como alguns têm em mente, isso não desqualifica o ocorrido.
John 29 de Outubro, 2019 | 10:41
E ainda acha um boca aberta pra defender um animal desse. Minha irmã foi assassinada por um safado desse embriagado ao volante. Vamos acompanhar e ver se haverá impunidade novamente.
Ailson 29 de Outubro, 2019 | 10:29
Triste é ver pessoas querendo defender o indefensável !!!!!!......
Mesmo que o cara seja um "santo" cometeu imprudência, foi irresponsável, tem que pagar como se fosse um "capeta".

A lei é igual para todos ( ou deveria ser ).
Dg 28 de Outubro, 2019 | 18:42
O medico, segundo todos falam,e gente boa e trabalhador...infelismente, teve o desconforto e falta de sorte...quem o conhece, defende...ele faz muita caridade e ajuda muita gente
Lilian 28 de Outubro, 2019 | 18:25
Filhinhos de papai são tão fúteis! Formou-se médico por status/R$ ou por amor a profissão e a vida? Ainda deixa o povo sem energia nesse calor, sem funcionar um ventilador, enquanto se refresca no ar condicionado do hospital. Afff
Xxx 28 de Outubro, 2019 | 14:45
Típico Play Boy Brasileiro. Vacilão! Não toma jeito na vida! A Lei só funciona pra onde mesmo!
Mr Bumpy 28 de Outubro, 2019 | 14:20
Cinto de segurança tá só de enfeite. Ser arremessado pra fora do carro numa batida besta dessa. Se tivesse de cinto era provável que nem teria machucado.
João Augusto 28 de Outubro, 2019 | 13:43
Minutos antes desse acidente, ele e sua turma estavam enchendo a cara e comprando mais bebida no Postinho do Iguaçu, saíram fazendo racha pela Av Brasil junto com outro carro Mercedes
José Luiz 28 de Outubro, 2019 | 13:16
Esse médico é o mesmo que já foi preso por tráfico de entorpecentes, há 2 anos atrás.
Joanas 28 de Outubro, 2019 | 11:58
Este motorista que e medico nao preocupa nem com a vida dele imagina com seus paciente.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO