Entenda mudanças no transporte coletivo Fabri Fácil

Integração do transporte público será feito exclusivamente com bilhete eletrônico em Coronel Fabriciano

Débora Anício / transporte público
Divulgação PMCF
Legenda:
O cartão possibilita ao passageiro embarcar em um segundo ônibus, entre setores diferentes num período de uma hora, pagando apenas uma tarifa




A partir do próximo dia 26, a integração do transporte público em Coronel Fabriciano será feita, exclusivamente, com o cartão Fabri Fácil. Conforme o governo municipal, o bilhete eletrônico possibilita ao passageiro embarcar em um segundo ônibus, entre setores diferentes num período de uma hora, pagando apenas uma tarifa. A integração pode ser feita em qualquer ponto da cidade.

O novo sistema foi implantado em junho deste ano para modernizar o serviço e deixar a viagem mais confortável e rápida. A iniciativa também garante mais segurança dos usuários e trabalhadores do transporte público, uma vez que o uso do bilhete eletrônico diminui a circulação de dinheiro dentro dos ônibus, inibindo a ação de assaltantes, aponta a administração municipal.

Com a implantação da bilhetagem eletrônica, o antigo ponto de integração, próximo ao Senac, funcionará apenas como apoio dos motoristas das linhas municipais, sem embarque e desembarque de passageiros no local. O sistema é operado pelo Consórcio Fabri Fácil, hoje atendido pelas empresas Saritur, Acaiaca e Univale. Desde o início do mês, a concessionária do serviço vem orientando os passageiros sobre o novo sistema de integração, com distribuição de panfletos.

“O sistema de bilhete eletrônico é fácil, seguro e prático. Já é adotado com sucesso em todas as capitais e diversas cidades do país. Com o cartão do Fabri Fácil, o passageiro que mora no Melo Viana pode tomar o segundo ônibus para o Amara Lanari, em qualquer ponto, pagando apenas uma passagem, por exemplo. Antes, o usuário só conseguia fazer a integração de uma linha para a outra no terminal em frente ao Senac”, explica Newton Augusto Silva, gerente operacional da Saritur.

Postos de venda
Postos volantes de venda do cartão Fabri Fácil funcionarão nos pontos de embarque/desembarque da praça da Bíblia, Melo Viana; avenida Magalhães Pinto (próximo ao trevo – ponto do Bazar Cida) e rua Maria Matos (Coelho Diniz), no Centro. Os cartões já vêm recargas de R$ 10, R$ 15 ou R$ 20.

A emissão da primeira via do bilhete eletrônico é gratuita para o cidadão. Quem já possui o cartão do modelo antigo pode continuar a usá-lo normalmente.

Aplicativo
O cartão Fabri Fácil agora conta com um novo aplicativo para celular. Por meio da ferramenta é possível saber os horários atualizados de todas as linhas; acompanhar o trajeto; selecionar um ponto de embarque e saber qual o horário programado para a chegada do seu ônibus e até, quantos minutos faltam para o embarque.
Segundo a concessionária, até o fim do ano, outros benefícios serão oferecidos aos passageiros de Fabriciano, como wi-fi gratuito dentro dos ônibus, aquisição de um novo ônibus com ar condicionado e instalação de novos leitores nas catracas, com a possibilidade de pagamento da tarifa também o cartão de débito.

Como recarregar
Qualquer pessoa pode adquirir o cartão Fabri Fácil. Basta ir ao posto de atendimento da concessionária no Terminal Rodoviário Municipal (loja 6, no térreo) e apresentar documento de identidade e CPF. É necessário fazer uma compra mínima de R$ 10 em crédito, válidos por até seis meses sem uso após o carregamento. O cartão fica pronto na hora, com o limite de um bilhete eletrônico por CPF.

A cada uso, o valor da passagem (R$ 4,10) é descontado no cartão. Novas recargas podem ser feitas pelo usuário, a qualquer momento, no guichê da concessionária ou pela internet www.fabrifacil.com.br, inclusive com a opção de pagamento por meio de cartão de crédito e débito. Em caso de perda ou extravio do cartão, o cidadão pode solicitar o bloqueio imediato junto à concessionária. A segunda via do bilhete eletrônico custa o valor de duas passagens (R$ 8,20); os créditos contidos no cartão, no momento do bloqueio, podem ser resgatados.

No caso de cartão personalizado – idoso e deficiente (que têm direito à gratuidade) e estudante (com desconto de 40% sob o valor da tarifa) – o bloqueio é imediato, na roleta, logo quando é identificado o uso indevido.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Marcelo Oliveira 19 de Outubro, 2019 | 13:15
O vale do aço tem o pior transporte público do Brasil, se considerarmos o custo benefício e, isso nunca vai mudar, pq tbm temos a população mais idiota do Brasil.
Julio Cesar 19 de Outubro, 2019 | 08:59
Me pergunto e a linha do cocais como sera feita a integração so valera sentido centro ou sentindo cocais também
Marcos Guimarães 18 de Outubro, 2019 | 21:31
E qual será o próximo passo?
Em Janeiro de 2020 as tarifas de ônibus serão reajustadas, ou seja, dentro de 90 dias. É um beneficio que sai literalmente do bolso do Contribuinte. Sai bem mais barato a bilhetagem eletrônica do que fomentar uma concorrência com outras Empresas de transporte, intensificar o uso do Uber, Vans como é feito no Rio de janeiro, ou até ,mesmo pontos de ecobyke.
Nossa população idosa cresceu muito e alguém tem que pagar a conta. A iniciativa é boa, mas o preço da passagem ( no caso da linha Caladinho/centro), desembolsar R$4,10 para um trajeto de 20min? E quem viaja em pé? tem desconto?
o dia em que o transporte publico cobrar por trecho rodado, teremos um valor de passagem mais justo, pois nenhum Profissional em nossa cidade que vende hora para Patrão, ganha R$4,10 em 20 min, a maioria ganha a partir de R$4,53 por hora, logo, ele tem que trabalhar duas horas por dia para custeio da passagem de um trajeto.
Né?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO