Bem Viver na Fundação

Projeto de extensão da Única Timóteo se apresenta em Acesita

O Grupo Bem Viver, fruto do projeto de extensão da Faculdade Única de Timóteo, vai apresentar nessa sexta-feira (18), às 20h, no Teatro da Fundação Aperam Acesita, o espetáculo “Quem diria que viver ia dar nisso”, livremente inspirado no livro de mesmo nome da escritora Martha Medeiros. A produção é de Mari Antonaci e Camila Gomes, do DaMa Espaço Cultural.

Divulgação


Normalistas se encontram anos depois para compartilhar alegrias
Um grupo de normalistas - turma de 1979 - se reencontra pelas redes sociais e marca uma festa em uma boate. Entre encontros e desencontros, descobrem que a vida proporcionou muito mais do que elas esperavam, e que esteve tudo certo, o tempo todo.

Na festa de reencontro elas dançam, paqueram, se divertem e dão lições de vida, mostrando que a vida é agora, na melhor idade ou em qualquer idade, e que para isso, basta viver.

O trabalho é resultado da pesquisa do grupo que tem seis horas/aula por semana. A equipe, coordenada pela psicóloga Fúlvia Cristina, participa de aulas de teatro com a professora Daniela Alves, que também faz a direção geral do espetáculo. Além disso, tem aulas de dança com Jorge Soares, que assina a direção coreográfica; e técnica vocal com Junio Endrick.

Em cena, o espaço é ocupado pelas atrizes Ana Maria França, Ana Nogueira, Laurinda Fernandes, Maria da Fátima Damasceno, Socorro Balbi, Maria José Carvalho, Marlene Reis, Maria das Graças Reis, Marly Ribeiro, Nilda Maria Almeida, Rita de Cássia Lima, Selma Maria Cardoso, Sônia Maria de Jesus e Zilah Morais Athayde.

SERVIÇO:
Quem diria que viver ia dar nisso
Teatro da Fundação Aperam Acesita
Sexta-feira – 20h
Ingressos a preços promocionais – R$ 10 na bilheteria do teatro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO