Curral do Conselho de Santana do Paraíso oferece atendimento 24 horas

Os animais apreendidos são removidos ao Curral do Conselho, às margens da MG-232, próximo à empresa Lumar Metalúrgica

Divulgação


Contato com o setor pode ser feito via 0800 ou pelo WhatsApp

O Curral do Conselho de Santana do Paraíso oferece serviços de captura, remoção e guarda de animais que estejam em vias, logradouros públicos ou qualquer espaço urbano dentro do município, inclusive animais mortos. Para entrar em contato com setor, agora a população conta com um número de WhatsApp: (31) 98764-6237. Conforme o governo municipal, a empresa contratada para a prestação do serviço já disponibilizava o 0800 031 4595 e agora oferta também o atendimento 24 horas pelo aplicativo de mensagens.

Os animais apreendidos são removidos ao Curral do Conselho, às margens da MG-232, próximo à empresa Lumar Metalúrgica. Os animais ficam à disposição de seus proprietários por sete dias. A liberação deles só é feita mediante a apresentação do ato de liberação, emitido pela administração municipal e comprovante de pagamento de taxas.

O proprietário que tiver o animal apreendido deverá pagar taxas pela captura e remoção, de acordo com o porte do animal, com valores entre R$ 60 a R$ 90. O dono do animal pagará também taxas pela estadia, que será contado a partir do dia seguinte ao da captura e remoção com valores entre R$ 30 a R$ 60 por dia. Produtos veterinários, alimentação e outros que forem utilizados, serão pagos pelo proprietário no ato do resgate do animal, informa o governo.

Os animais que não forem procurados no prazo de sete dias são levados a leilão, fiscalizado pela Secretaria Municipal de Obras.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jaconias Quintao de Oliveira 17 de Outubro, 2019 | 10:23
Estes valores deveriam ser bem maiores. É um risco enorme para a segurança das pessoas, que em caso de acidentes, em muitas vezes deixam vítimas fatais. A taxa de remoção e custos de alimentação deveriam no mínimo ser 05 vezes mais, para INIBIR os proprietários destes animais. Precisa doer no bolso para acabar com esta irresponsabilidade.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO