Projeto Pomar Urbano em Ipatinga

Áreas revitalizadas auxiliam na recuperação ambiental e paisagística da cidade

O Departamento de Meio Ambiente da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma) de Ipatinga divulgou recentemente o resultado de ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida em várias regiões da cidade e que são fruto da implantação do ‘Projeto Pomar Urbano’.

SecomPMI


Projeto é viabilizado por meio de parceria entre PMI e Infrater
Realizada em conjunto com a Infrater Engenharia, a iniciativa visa criar paisagens mais agradáveis no espaço urbano, eliminando áreas degradadas. A partir de demandas da população é promovida a recuperação ambiental e paisagística em pontos de despejo irregular de lixo, transformados em espaços verdes e de produção de alimentos.

O projeto começou com a implantação de um pomar em um terreno na avenida Londrina, no bairro Veneza. Em seguida, outra área pública foi recuperada no Canaã. Muito bem recebido pela comunidade, o ‘Pomar Urbano’ ganhou novos braços em outros bairros da cidade. De acordo com a Sesuma, em um ano foram revitalizadas 11 áreas, com o plantio de 485 mudas, incluindo pés de goiaba, acerola, pitanga, romã, amora, laranja, laranja-campista, limão-Taiti, laranja-Bahia, tangerina-ponkan, laranja serra d’água e jambo, entre outras frutas.

As maiores quantidades de mudas foram para o bairro Vila Celeste, com 92 mudas de espécies variadas de árvores frutíferas; a avenida Londrina, no bairro Veneza II, que recebeu 84 mudas, e o Parque Ipanema, com 65 mudas. Bairros como o Bethânia, Bom Retiro, Bela Vista, Cidade Nobre, Cariru, Iguaçu, Limoeiro e Vila Ipanema também foram contemplados com o projeto, “implantado em áreas públicas que estavam sendo mal utilizadas e estão bem próximas da população”, salienta a Sesuma.

Secom/PMI


Recuperação ambiental e paisagística permite a produção de alimentos
Meta
De acordo com a administração municipal, a meta estipulada para o plantio de árvores frutíferas foi alcançada em um ano. Para 2020, o objetivo da atual gestão é duplicar a quantidade de mudas plantadas, multiplicando os pomares. Para isso, o Departamento de Meio Ambiente já mapeia os terrenos baldios que estão em mau uso no município e identifica as variedades frutíferas mais adequadas para cada um deles.

“Logo que a área é identificada, segue-se a limpeza, preparação do solo, plantio das mudas e manutenção. A secretaria pretende chegar até o fim de 2020 com quase mil novas mudas plantadas, mas para isso é importante que a população seja parceira no projeto, ajudando a cuidar das árvores, não jogando lixo ou entulho e denunciando aqueles que agem criminosamente”, orienta o Departamento de Meio Ambiente.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO